Fórum

Qualidade?

Compartilhe este tópico:
Tópicos [ Anterior | Próximo ]
Qualidade?
serviços
Resposta
02/12/12 11:38
Olá! Bom dia!

Para promover a melhoria do serviço público é importante observar a qualidade da estrutura geral onde o serviço é prestado. Dentro dessa estrutura estão os agentes públicos, representantes de entidades de economia mista, fundações, OSCIPS, ONGS, que são os responsáveis para atender a demanda da sociedade. Nesse contexto devemos dar maior importância às pessoas, as quais devem ter uma bagagem de atributos como comprometimento, responsabilidade pessoal e social, moral, ética, relações públicas e humanas, respeito pelos direitos humanos, e outros. Sabemos que existem inúmeros servidores públicos que não possuem princípios éticos, por exemplo. Assim, para se prestar um bom serviço e alcançar a qualidade nos serviços públicos, se faz imprescindível promover a formação de pessoal de forma continua. Essa formação começaria no momento do recrutamento e seleção de pessoal, ou seja, começaria nas provas de concurso – que deveriam verificar as habilidades e competências dos candidatos não só técnicas, mas subjetivas também. Na fase do período comprobatório na formação inicial e continuada deveria ter conteúdos da área técnica, mas igualmente de ética, cidadania, direitos – fundamentais/ humanos, gestão democrática de recursos públicos, controle social, relação públicas e humanas, qualidade no atendimento, qualidade pessoal, e, também a inserção do Programa Nacional de Educação Fiscal, e, concomitantemente as habilidades e competências seriam de fato observadas e pontuadas, preponderantemente ressaltadas para a efetivação do servidor público.
Ações desse tipo contribuiriam significativamente para os desafios do Plano de Ação do Brasil, senão de todos, mas da maioria. As várias esferas de governos também poderiam adotar esses procedimentos. Os resultados positivos seriam obtidos em longo prazo.
Sds.

Gilvaneide
João Pessoa/PB

RE: Qualidade?
Resposta
02/12/12 19:28 em resposta a Gilvaneide Ferreira.
Gilvaneide, a gestão democrática precisa ser efetivada em todas as áreas do serviço público, onde cada local de trabalho seja um espaço onde as práticas democráticas são efetivadas em toda a sua plenitude.
Bom domingo,
Att,
João Batista

RE: Qualidade?
Resposta
02/12/12 19:37 em resposta a Gilvaneide Ferreira.
" O desafio de modernizar a gestão pública é transformar e consolidar, na democracia, uma burocracia que, no conteúdo, ainda apresenta traços patrimonialistas e, na forma, linhas ortodoxas. E fazê-lo, incorporando tecnologias emergentes de forma devida para que se fortaleçam as instituições estatais e elas possam consolidar um estado democrático capaz de gerar desenvolvimento."

Humberto Falcão Martins & Caio Marini

RE: Qualidade?
Resposta
02/12/12 22:18 em resposta a João Batista Cavalcanti Batista Cavalcanti.
È verdade João. Por isso acredito que a educação é a chave mestra para transformar:
“Se a criança é levada a buscar seu material, a fazer sua elaboração, a se expressar argumentando, a buscar fundamentar o que diz, a fazer uma crítica ao que vê e lê, ela vai amanhecendo como sujeito capaz de uma proposta própria.” (Pedro Demo)
Se investirmos 100% em educação em longo prazo teremos um espaço mais democrático, o exercício pleno da cidadania e desenvolvimento...
Bom domingo.
Gilvaneide

RE: Qualidade?
Resposta
03/12/12 12:22 em resposta a Gilvaneide Ferreira.
Gilvaneide, temos uma grande dívida social para com os milhões de brasileiros/as que ainda não tiveram o Direito de serem alfabetizados/as.

O Estado Brasileiros negligenciou por muitos anos os investimentos públicos para a educação de nosso povo.

RE: Qualidade?
Resposta
03/12/12 22:26 em resposta a João Batista Cavalcanti Batista Cavalcanti.
Boa noite, João.

Como o analfabetismo se distribui pelo Brasil?
Mais de 30 milhões de brasileiros são analfabetos funcionais. Um em cada 12 pessoas são analfabetas de fato. Mas os índices podem ser até duas vezes piores dependendo da região http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/como-o-analfabetismo-se-distribui-pelo-brasil

Dados do Censo 2010, que balizaram ações do Brasil sem Miséria, principal programa social da gestão de Dilma Rousseff, detalham onde vivem 8,5% dos brasileiros com renda familiar de até R$ 70 http://www.estadao.com.br/especiais/mapa-da-miseria-e-da-desigualdade-economica-no-brasil,141007.htm, http://www.estadao.com.br/especiais/a-evolucao-da-miseria-no-brasil,4011.htm
Notícias como essas são corriqueiras no Brasil. E é nessa realidade que devemos tomar como base para projetar as mudanças que estão por vir.
É imprescindível que as propostas estejam visualizando a educação como fator preponderante para transformar...

Sds.
Gilvaneide

RE: Qualidade?
Resposta
04/12/12 12:44 em resposta a Gilvaneide Ferreira.
Prezada(o) participante do Diálogo Virtual da Parceria para Governo Aberto,

Nesta quarta-feira, dia 05 de dezembro, ao meio-dia (horário de Brasília), encera-se o prazo para a sociedade civil apresentar propostas de compromissos para o novo Plano de Ação do Brasil.

De acordo com o Manual do Diálogo Virtual, as propostas de compromisso devem:

- estar em harmonia com os princípios da Parceria para Governo Aberto
- se enquadrar em algum dos cinco desafios
- condizer com a realidade do sistema jurídico-administrativo brasileiro
- ser viáveis e
- se referir a ações cuja implementação seja da competência do Poder Executivo Federal, de abrangência nacional

Apenas propostas que atenderem minimamente todos os critérios acima mencionados seguirão para a próxima fase do Diálogo Virtual – redação de propostas – de 6 a 12/12/2012. Para mais esclarecimentos, recomendamos a leitura do Manual do Diálogo Virtual e dos tutorais que estão disponíveis na biblioteca da comunidade.


Contamos com a sua colaboração e agradecemos a sua participação,

Cordialmente,
Equipe Diálogo Virtual da Parceria para Governo Aberto

RE: Qualidade?
Resposta
06/12/12 18:41 em resposta a César de Lucca.
Cara Gilvaneide, João e demais participantes.

Após passar por uma análise realizada pela equipe do Diálogo Virtual, esta proposta, da forma como foi apresentada, não seguirá para a próxima fase, pois não atende algum dos critérios mínimos para a elaboração de um compromisso no âmbito da Parceria para o Governo Aberto no Brasil, conforme os termos do Manual do Diálogo Virtual disponíveis na página 12, transcritos a seguir:

“As propostas apresentadas devem:
- estar em harmonia com os princípios da Parceria para Governo Aberto,
- se enquadrar em algum dos cinco desafios,
- condizer com a realidade do sistema jurídico-administrativo brasileiro,
- ser viáveis e
- se referir a ações cuja implementação seja da competência do Poder Executivo Federal, de abrangência nacional.”

No caso dessa proposta, além dela não se referir a ações cuja implementação seja da competência do Poder Executivo Federal, de abrangência nacional, ela foge ao escopo da Parceria Governo Aberto.

Contamos com a colaboração de vocês na próxima fase e agradecemos pela participação.

Cordialmente,
Equipe do Diálogo Virtual da Parceria para Governo Aberto