Discussões

Proposta: criar GTs para acabar com as "ferramentas da corrupção"

Compartilhe este tópico:
Tópicos [ Anterior | Próximo ]
Proposta: criar GTs (com representantes da Sociedade e do Poder Público) para estudar formas de inviabilizar o uso das SETE FERRAMENTAS DA CORRUPÇÃO MAIS FREQUENTEMENTE USADAS: dinheiro vivo, empresas fantasmas, empresas no Brasil controladas por “caixas-pretas” estrangeiras, envio ilegal de dinheiro pra fora, empresas alaranjadas (em nome de laranjas), contas e empresas no exterior, importações vindas de paraísos fiscais.

Saudações,

Luiz Otávio

RE: Proposta: criar GTs para acabar com as "ferramentas da corrupção"
Resposta
22/03/12 20:57 em resposta a LUIZ OTÁVIO DA ROSA BORGES.
Penso que a criaçao de ferramentas para impedir a corrupção é importante, para que essa cultura de desonestidade seja inibida. É lastimável observar que "poderosos", dão as cartas e dificilmente são apanhados. É tudo muito fechado. E muito perigoso. Acumulam montanhas de dinheiro no exterior, na maioria das vezes através de extorsões, roubos do dinheiro publico, lesando milhares de pessoas, que precisam de educaçao, de saude, de transporte, de assistencia social , de segurança, etc. São danos sociais irreversiveis e que não garantirão a quem rouba a libertação de uma doença, de um acidente, da velhice ou mesmo da morte. São dinheiros amontoados que garantem apenas a frivolidade e o superfluo do hoje, além da sensação de poder e que deveria pesar e muito na consciencia amanhã. Mas quem sabe com esses mecanismos, a vergonha e a execração publica não encheria de receios a estes, que pouco se importam com seus semelhantes? Mas antes de serem implementados esses mecanismos antecorrupçao, teriam que passar por Deputados e Senadores. Será que passaria?

RE: Proposta: criar GTs para acabar com as "ferramentas da corrupção"
Resposta
22/03/12 23:26 em resposta a Creusa Maria de Viveiros.
CREUSA E DEMAIS COLEGAS,

Algumas das propostas, destinadas a inviabilizar o uso das "ferramentas da corrupção", poderiam ser implementadas imediatamente.

Ocorre que a reação das quadrilhas seria muito forte.

Assim, vai ser necessário que os Conselhos de Controle Social, que espero ver criados nos Poderes Públicos, dediquem tempo
e energia à implantação, gradativa, das propostas que forem aprovadas na Consocial.

Aproveito a oportunidade para pedir-lhe que clique AQUI e leia algumas mensagens relacionadas
à criação de GTs sugerida na proposta:

Saudações,

Luiz Otávio

RE: Proposta: criar GTs para acabar com as "ferramentas da corrupção"
Resposta
26/03/12 21:21 em resposta a LUIZ OTÁVIO DA ROSA BORGES.
COLEGA DE CONSOCIAL,

Bom dia!

Se você se interessa em conhecer as razões que motivaram a elaboração da proposta, clique no link adiante indicado e leia as mensagens com os títulos a seguir listados:

1 - importações vindas de paraísos fiscais: escondem um mar de fraudes?

3 - Empresas controladas por caixas-pretas - como tirar essa ferramenta da mão dos bandidos

4 - Caixa-2 eleitoral e uso de dinheiro vivo: como combater essa bandalheira

5 - Empresas fantasmas - Receita Federal rendeu-se às máfias?

6 - Empresas alaranjadas: Receita Federal e Junta Comercial estão dominadas? Ou vão reagir?

Aqui vai o link: http://bit.ly/9rqasR

Aquele abraço,

Luiz Otávio

Proposta: criar GTs para acabar com as "ferramentas da corrupção"
Resposta
27/03/12 17:19 em resposta a LUIZ OTÁVIO DA ROSA BORGES.
Bom dia a todos!

Prezado Luiz Otávio da Rosa Borges,

Entendo que a existência de uma base de dados única e multifinalitária, que contemple quem somos, como e onde vivemos, ou seja, que reúna em uma base única o cadastro territorial multifinalitário, o cadastro de pessoas físicas, o cadastro das pessoas jurídicas e a relação entre elas tais como relações de trabalho, de posse, de residência etc., ou seja, principalmente as relações financeiras, inviabilizaria algumas destas ferramentas de corrupção.

Em função disso venho propondo a elaboração, pela sociedade como um todo, do Planejamento Estratégico da Informação Brasileira.

Citando o exemplo das empresas fantasmas e/ou alaranjadas: ao se cadastrar uma empresa é informado o endereço. Se essas bases de dados existirem o sistema de forma automática poderá validar a existência do imóvel, verificar se o imóvel comporta a empresa e as atividades as quais a empresa se propõe a realizar, validar quem é o proprietário do imóvel e o contrato de locação etc.. Da mesma forma ao se informar os sócios, o sistema poderá automaticamente verificar a sua profissão, seu patrimônio, sua residência etc. e tanto no cadastramento como ao longo da atuação da empresa, o sistema poderá estar verificando automaticamente se o seu porte, se os contratos firmados, se o seu faturamento, condiz com o perfil dos sócios.

Abri um tópico no tema 1 em que eu questiono qual o verbo que devemos clamar primeiro: qualificar ou transparecer, e nele eu estou apresentando duas propostas com esse propósito que são:

ELABORAÇÃO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA INFORMAÇÃO BRASILEIRA, ATRAVÉS DA PARTICIPAÇÃO DA SOCIEDADE COMO UM TODO, VISANDO A CRIAÇÃO DA BASE DE DADOS PÚBLICOS BRASILEIRA, ÚNICA E MULTIFINALITÁRIA.

CRIAÇÃO DO CONSELHO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO BRASILEIRA, FORMADO PELOS ÓRGÃOS DO CONTROLE SOCIAL E SOCIEDADE CIVIL, VISANDO A IMPLANTAÇÃO DO CONTROLE E TRANSPARÊNCIA DAS BASES DE DADOS PÚBLICO BRASILEIRA

Neste tópico eu venho, entre outros exemplos que apresento, falando dos cruzamentos que faço entre os cadastros de empresas existente na prefeitura de Maceió, local em que trabalho, sou analista de sistemas de informação, com os cadastros da Junta Comercial, Receita Federal e da Secretaria de Fazenda do Estado de Alagoas.

Um mesmo CNPJ, por exemplo, após verificação, possui o endereço correto no cadastro da prefeitura, os sócios corretos na Receita, as atividades corretas no estado e assim por diante, mas dificilmente os cadastros apresentam a mesma informação.

Essa é a realidade das bases de dados público brasileiro, uma miscelânea desqualificada, desatualizada, desorganizada etc..

Acredito que a sociedade brasileira necessita tomar as rédeas do trato da informação pública.

A informação tem poder! Ela não pode ficar na mão dos gestores públicos.

Quanto a outras questões, eu venho pesquisando e defendendo o fim do dinheiro em papel.

Essa atitude, aliada ao planejamento, normatização e controle das bases de dados públicas brasileiras, permitiria o fim dos sequestros, do tráfico, dos desvios, dos dinheiros nas malas, cuecas etc., afinal TODAS as movimentações financeiras estarão registradas.

Coloco então aqui a proposta:

FIM DO DINHEIRO EM PAPEL!

Ou pelo menos a realização de um plebiscito para discutir isso.

Mesmo achando que a hegemonia cultural iria ainda vencer e recusar a proposta, entendo que o aprendizado com a discussão seria um avanço, assim como o foi o das armas, vencido pelo capital no meu modo de entender.

Mais uma vez me estendo de forma demasiada em minhas opiniões... rs

Sempre agradecido por participar desta rica experiência...

Desejando a TODOS um dia bemmmmmmmmmmmmmmmmmmm bom!

Saúde e Paz!

André Weinmann Carneiro
82 9973-5068
msn erdnacarneiro@hotmail.com

RE: Proposta: criar GTs para acabar com as "ferramentas da corrupção"
Resposta
27/03/12 20:49 em resposta a LUIZ OTÁVIO DA ROSA BORGES.
Olá Luiz Octavio,

Ao invés de um GT para

LUIZ OTÁVIO DA ROSA BORGES:
para estudar formas de inviabilizar o uso das SETE FERRAMENTAS DA CORRUPÇÃO MAIS FREQUENTEMENTE USADAS:


, quais propostas poderíamos fazer concretamente, envolvendo a Receita e o Banco Central? Sei que tem esse problema do sigilo bancário, mas talvez dá para encontrar uma saída legal para pegar essas movimentações.

Fiz a proposta do acesso ao base da Receita. Que mais podemos fazer?

RE: Proposta: criar GTs para acabar com as "ferramentas da corrupção"
Resposta
29/03/12 01:33 em resposta a Jorge Machado.
ANDRÉ,

Tentarei telefonar para você na semana que vem.


JORGE E DEMAIS COLEGAS DE CONSOCIAL,

Não sou capaz de fazer propostas concretas para a maioria das SETE FERRAMENTAS DA CORRUPÇÃO (até porque as coisas que acontecem são tão absurdas que não dá para ENTENDER como é que podem acontecer).

Esse é o foco da questão: se cidadãos participarem dos GTs sugeridos, em conjunto com funcionários públicos (da Receita Federal, por exemplo), os cidadãos passarão a ENTENDER como é que absurdos tão incríveis acontecem:
- abertura de empresas em terrenos baldios ou em números inexistentes;
- abertura de empresas em nome, por exemplo, de pessoas mortas;
- ninguém saber, até hoje, de onde veio o dinheiro dos "aloprados" (esse é apenas um dos inúmeros casos de grandes quantias que vieram, provavelmente, de Marte);
- as leis brasileiras aceitarem abertura de empresas controladas por anônimos (por pessoas que, façam as falcatruas que fizerem, nunca serão incomodadas pelos órgãos públicos, pelo simples fato de que os órgãos públicos brasileiros NÃO TÊM COMO DESCOBRIR QUEM SÃO);
- etc, etc, etc, etc.

A situação vai ficar tão horrivelmente envergonhante para os funcionários públicos (da Receita, do Banco Central, da Junta Comercial, da Prefeitura, etc, etc) que as soluções aparecerão de modo quase imediato.

Se, entretanto, a Sociedade não entrar no estudo dos "como é que pode", a situação continuará essa "desgraceira" que há décadas infelicita e ridiculariza nosso País.

Aquele abraço,

Luiz Otávio


Jorge Machado:
Olá Luiz Octavio,

Ao invés de um GT para

LUIZ OTÁVIO DA ROSA BORGES:
para estudar formas de inviabilizar o uso das SETE FERRAMENTAS DA CORRUPÇÃO MAIS FREQUENTEMENTE USADAS:


, quais propostas poderíamos fazer concretamente, envolvendo a Receita e o Banco Central? Sei que tem esse problema do sigilo bancário, mas talvez dá para encontrar uma saída legal para pegar essas movimentações.

Fiz a proposta do acesso ao base da Receita. Que mais podemos fazer?

RE: Proposta: criar GTs para acabar com as "ferramentas da corrupção"
Resposta
01/04/12 03:01 em resposta a LUIZ OTÁVIO DA ROSA BORGES.
Caros,

Caso tenham interesse que essas proposta sejam encaminhada para a fase de seleção/priorização, elas devem ser apresentadas até amanhã, domingo, às 15h, de acordo com as seguintes características:

- Sintética: que explique os aspectos principais da ideia apresentada, aquilo que realmente é indispensável. Uma proposta/diretriz de poucas linhas costuma ter mais impacto e mais adesão dos demais participantes.

- Auto-explicativas: uma boa proposta/diretriz permite que, mesmo quem não participou da discussão do assunto, compreenda o que está sendo apresentado

- Formuladas para o âmbito nacional: é fundamental lembrarmos que essa Conferência Virtual é uma etapa preparatória para a etapa nacional. Sendo assim, as propostas precisam dar conta de um contexto de país, e não apenas de uma determinada região.

abs,
Isis Soares
Mediadora da Consocial Virtual - eixo 4

RE: Proposta: criar GTs para acabar com as "ferramentas da corrupção"
Resposta
01/04/12 08:50 em resposta a Isis Soares.
ISIS E DEMAIS COLEGAS,

Bom dia!

Mantenho, para avaliação de vocês, a seguinte redação:

- criar GTs (com representantes da Sociedade e do Poder Público) para estudar formas de inviabilizar o uso das SETE FERRAMENTAS DA CORRUPÇÃO MAIS FREQUENTEMENTE USADAS: dinheiro vivo, empresas fantasmas, empresas no Brasil controladas por “caixas-pretas” estrangeiras, envio ilegal de dinheiro pra fora, empresas alaranjadas (em nome de laranjas), contas e empresas no exterior, importações vindas de paraísos fiscais.

Aquele abraço,

Luiz Otávio


Isis Soares:
Caros,

Caso tenham interesse que essas proposta sejam encaminhada para a fase de seleção/priorização, elas devem ser apresentadas até amanhã, domingo, às 15h, de acordo com as seguintes características:

- Sintética: que explique os aspectos principais da ideia apresentada, aquilo que realmente é indispensável. Uma proposta/diretriz de poucas linhas costuma ter mais impacto e mais adesão dos demais participantes.

- Auto-explicativas: uma boa proposta/diretriz permite que, mesmo quem não participou da discussão do assunto, compreenda o que está sendo apresentado

- Formuladas para o âmbito nacional: é fundamental lembrarmos que essa Conferência Virtual é uma etapa preparatória para a etapa nacional. Sendo assim, as propostas precisam dar conta de um contexto de país, e não apenas de uma determinada região.

abs,
Isis Soares
Mediadora da Consocial Virtual - eixo 4

Proposta: criar GTs para acabar com as "ferramentas da corrupção"
Resposta
01/04/12 11:00 em resposta a Isis Soares.
Bom dia a todos!

Prezada Isis Soares,

Apresento aqui uma proposta para acabar com uma ferramenta da corrupção, o papel moeda, o dinheiro vivo, permanecendo apenas o dinheiro virtual, através do celular, cartão de débito/crédito etc..

Texto da proposta:

REALIZAR PLEBISCITO PROPONDO O FIM DO PAPEL MOEDA.

Acabariam os dinheiros na cueca, nas malas, as propinas, os desvios, o tráfico, os sequestros, assaltos a banco etc..

Por exemplo, o sequestrador ligaria e diria: estou com o seu filho, transfira um milhão para a minha conta de número...

Inviável, pois TODAS as transações financeiras estarão registradas, podendo se rastrear TODO o dinheiro circulado no país.

Seguem dois links falando do assunto:

Fim do 'dinheiro vivo' pode reduzir fraudes e facilitar declaração de IR

Vamos acabar com o papel moeda. Entrevista com-David Wolman sobre o nosso futuro sem dinheiro.

Saúde e Paz!

André Weinmann Carneiro
82 9973-5068
msn erdnacarneiro@hotmail.com

Proposta: criar GTs para acabar com as "ferramentas da corrupção"
Resposta
01/04/12 14:40 em resposta a Isis Soares.
Bom dia a Todos,

Prezada Isis Soares,

Melhorando o texto da proposta que apresento para apreciação da conferência:

REALIZAR PLEBISCITO PROPONDO O FIM DO PAPEL MOEDA, MANTENDO-SE APENAS A CIRCULAÇÃO DO DINHEIRO VIRTUAL ATRAVÉS DE CARTÕES DE CRÉDITO, DÉBITO, CELULARES ETC..

Saúde e Paz!

André Weinmann Carneiro
(82) 9973-5068
msn erdnacarneiro@hotmail.com

RE: Proposta: criar GTs para acabar com as "ferramentas da corrupção"
Resposta
01/04/12 16:54 em resposta a André Weinmann Carneiro.
Caros,

As propostas de vocês foram inseridas no mural, pra facilitar a visualização por parte dos demais participantes.

Agradeço a participação,

abs,
Isis Soares
mediadora da Consocial Virtual - eixo 4

RE: Proposta: criar GTs para acabar com as "ferramentas da corrupção"
Resposta
01/04/12 19:04 em resposta a Isis Soares.
ENCERRAMENTO DO TÓPICO E PRÓXIMOS PASSOS

Muito obrigado pela participação e colaboração na construção de um Brasil com mais transparência e controle social. As ideias contidas neste tópico contribuíram para a criação de propostas que seguem para a segunda etapa da Conferência Virtual. Tendo em vista a finalização da primeira etapa da Conferência Virtual, informamos que a partir deste momento este tópico está encerrado e estará disponível para visualização.

Graças ao comprometimento e envolvimento de todos os participantes, tivemos um número expressivo de propostas, principalmente nas últimas horas. Para manter a qualidade do trabalho, ponderamos a necessidade de um tempo adicional para a análise da redação das propostas que estão no mural de tema. (O mural é o espaço onde está a redação final de cada uma das propostas discutidas nos fóruns sobre os quatro temas da 1a Consocial ao longo da primeira etapa da Conferência Virtual).

Diante disto, alteramos o cronograma da Conferência Virtual para os participantes terem a oportunidade de validar a redação das propostas que estão no mural.

Validação das propostas no mural de cada tema.
Dia 1/4 (domingo ) das 16h até dia 2/4 (segunda-feira) às 20h


Os participantes poderão melhorar a redação das propostas listadas no mural de cada tema. Neste momento não serão aceitas novas propostas ou mudanças no escopo/ideia original, mas sim pequenos ajustes na redação para que a proposta seja facilmente compreendida por qualquer pessoa.
A proposta deve ter um texto sintético, auto-explicativo e formulada para o âmbito nacional.
Dica: Propostas longas, com muitos argumentos, não prendem a atenção dos participantes e normalmente passam despercebidas na etapa de priorização. Os participantes tendem a priorizar propostas com redação mais objetiva.

[url=http://edemocracia.camara.gov.br/web/consocial/forum/-/message_boards?_19_mbCategoryId=437375
]Mural Tema 1- Transparência: acesso às informações do poder público

Mural Tema 2 - Participação no controle da atuação dos governos

Mural Tema 3 - Controle: fortalecimento dos conselhos de políticas públicas

Mural Tema 4 - Corrupção: prevenção e combate


Abertura da etapa 2 da Conferência Virtual – Escolhendo propostas
Dia 3 de abril (terça-feira) a partir das 14h

Início da etapa de valoração e priorização das propostas advindas do mural.


Abertura do fórum "Quero ser convidado para a Etapa Nacional da 1ª Consocial"
Dia 3 de abril (terça-feira) a partir das 14h

Início do fórum para a manifestação de interessados em participar da Seleção de convidados da Conferência Virtual para a etapa nacional


Encerramento da Conferência Virtual
Dia 8 de abril - domingo

A data de encerramento da Conferência Virtual será mantida de acordo com o calendário original.


Contamos com a compreensão, colaboração e participação de todos.

Cordialmente,

Soraia Mello
Coordenadora da Conferência Virtual da 1a Consocial

Fábio Félix
Coordenador-Executivo da 1a Consocial