Notícias

« Voltar

Marco Maia confirma votação da PEC do Trabalho Escravo, com ou sem acordo

Agência Câmara

O presidente da Câmara, deputado Marco Maia, afirmou há pouco que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Trabalho Escravo será votada hoje pelo Plenário mesmo que não haja acordo.

“A minha intenção é colocar em votação em sessão extraordinária. Concordo que precisamos definir melhor o que é trabalho escravo e o que é desrespeito à legislação trabalhista”, afirmou o presidente. Segundo ele, as posições radicais a favor e contra o texto atual não vão adiar a data da votação.

Questionado sobre a votação do Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 557/12, que proíbe o pagamento de ajuda de custo ou de indenização a deputados federais e senadores no início ou no fim das sessões legislativas ordinárias, Marco Maia disse que não é prioritária. “Há outras prioridades, como a PEC do Trabalho Escravo e os royalties do petróleo”, disse.

Marco Maia elogiou as medidas adotadas pelo governo ontem de redução do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) para a compra de carros e do Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF) para operações de crédito de pessoas físicas. “Essas medidas colocam mais dinheiro na mão do trabalhador, para que ele possa fazer a compra de seu carro novo”, disse. Mais cedo, Marco Maia recebeu o presidente da Hyundai no Brasil, Chang Kyun Han.

Comentários