Notícias

Líder do PT diz que piso de agentes é obstáculo à votação do marco civil da internet

Agência Câmara

O líder do PT, deputado José Guimarães (CE), admitiu há pouco que o maior obstáculo à votação do marco civil da internet (PL 2126/11) é o projeto do piso nacional dos agentes comunitários de saúde e combate a endemias (PL 7495/06). "Essas duas questões estão muito misturadas, uma coisa depende da outra e vamos tentar chegar a um acordo até terça-feira", disse Guimarães, que participou de reunião entre os líderes da base aliada e os ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo, e das Relações Institucionais, Ideli Salvatti.

O marco civil tranca a pauta de votações e impede a votação do projeto do piso. Esse trancamento interessa ao governo, que quer evitar projetos que impliquem aumentos de gastos.

"O governo está discutindo o piso, mas há um problema fiscal grave", disse Guimarães. Quando o texto foi pautado, o Executivo avisou que a proposta seria vetada se o governo federal tivesse de arcar sozinho com a conta do aumento salarial dos agentes. A intenção é repartir os custos do piso de R$ 950 com estados ou municípios.

Quanto ao marco civil, Guimarães reconheceu que ainda há polêmicas no texto, que pode ser alterado. "É um relatório consistente, que pode ser aperfeiçoado. O importante é que a base chegue unida na terça-feira", disse.

Comentários
Sem comentários ainda. Seja o primeiro.