Sobre a Comunidade Política Espacial Brasileira

Em 1961, o Brasil deu início oficialmente às primeiras ações de exploração do espaço sideral. Vários programas e projetos foram lançados com vistas ao desenvolvimento de tecnologia que permitisse o uso do ambiente espacial em benefício da sociedade. Após quase 50 anos de existência, o programa espacial brasileiro ainda busca atingir seus objetivos iniciais: a autonomia para o lançamento de satélites, com as mais diversas finalidades.

Este Comunidade tem o objetivo de avaliar o custo-benefício do Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE), refletir sobre seus objetivos e confrontá-los com as reais demandas e necessidades da sociedade. Os fóruns integram estudo do Conselho de Altos Estudos e Avaliação Tecnológica da Câmara dos Deputados, que lançará, em 2010, um documento contendo as principais conclusões sobre a política espacial brasileira, bem como sugestões para corrigir suas falhas e carências.               

As contribuições relevantes oferecidas nos fóruns serão incorporadas ao estudo, relatado pelo Deputado Rodrigo Rollemberg, de modo a validar o uso dessas novas ferramentas interativas na construção de proposições legislativas. Esta é a contribuição do parlamento para o programa espacial, considerado estratégico para o desenvolvimento científico e tecnológico e para o fortalecimento da soberania nacional.