Exportação de Dados do Fórum

Fórum

Certificação dos candidatos

Compartilhe este tópico:
Tópicos [ Anterior | Próximo ]
Certificação dos candidatos
certificação dos candidatos
Resposta
24/07/13 20:44
Os candidatos a cargos públicos precisam obter uma certificação correspondente ao cargo pretendido, afim atestar que possui o conhecimento necessário para exercer a atividade. As certificações poderiam ser classificadas por tipo, exemplo: A1, A2, A3, B1, B2, B3 considerando A – poder legislativo; B – Poder executivo; 1 – Municipal; 2 – Estadual; 3 – Federal.
As certificações atestam o conhecimento do candidato, por meio de provas realizadas por bancas examinadoras, os candidatos não concorrem entre si, apenas precisam atingir determinado nível de conhecimento sobre as atividades de administração pública, funcionamento das instituições, legislação básica, direitos e obrigações...

A ideia é originada das práticas exercidas no mercado financeiro.
Profissionais do mercado financeiro, para exercer algumas funções, como: Gerente de agencias bancárias(CPA-10), Profissionais que atendem investidores qualificados(CPA-20), Gestores de investimentos(CGA), Operadores de ações(ANCOR)... entre outros, são exemplos de atividades acompanhadas das suas respectivas certificações obrigatórias. “A ANBIMA é a principal entidade certificadora dos profissionais do mercado financeiro brasileiro. Seu Programa de Certificação Continuada tem por finalidade promover o aumento da capacitação dos profissionais do mercado de capitais que têm contato, presencial ou a distância, com os investidores na comercialização de produtos de investimento.”1
Certificações no mercado de TI também são comuns e tem a mesma finalidade: Oracle, Microsoft, SAP...

O código eleitoral prevê apenas que os analfabetos não são elegíveis², mas observando as obrigações dos cargos, seja na esfera municipal, estadual ou federal, as atribuições competentes são complexas demais para exigir apenas a alfabetização dos mesmos.

A intenção não é inviabilizar a candidatura de qualquer cidadão, mas exigir que estejam capacitados ao receber a investidura do cargo. Afinal, qualquer cargo publico ou privado, exige-se requisitos mínimos.
Boa intenção é sempre bem vinda, mas um candidato ficha limpa sem capacidade técnica para exercer uma função publica, pode ser tão prejudicial quanto os casos de corrupção.
Num país onde um dos grandes problemas é a educação, me parece razoável exigir dos candidatos a capacidade técnica necessária para o exercício legitimo da função.