Exportação de Dados do Fórum

Fórum

Fim de todos os partidos políticos atuais?

Compartilhe este tópico:
Tópicos [ Anterior | Próximo ]
Existe quem defenda no Congresso, vocês são a favor de acabar com todos os partidos atuais e recomeçar do zero com 2 partidos como aconteceu no Império logo após a independência? Obviamente, com regras melhores para a criação de futuros partidos.

RE: Fim de todos os partidos políticos atuais?
Resposta
24/07/13 21:38 em resposta a Adriano A.
isso não existe. foi apenas uma provocação, ironia.
Mas sim, as estruturas partidárias deveriam ser repensadas, com auditores externos, democracia interna, e todas uma serie de requisitos de bom funcionamento de uma organização.

Abs,

RE: Fim de todos os partidos políticos atuais?
Resposta
25/07/13 00:17 em resposta a Adriano A.
Acredito que não deva ter partidos, ou se for ter, que seja somente um. O partido deve representar o povo e não uma classe, seja ela de trabalhadores, religião ou qualquer coisa. Somos todos brasileiros e deveríamos lutar por todos, e não uma classe.

RE: Fim de todos os partidos políticos atuais?
Resposta
25/07/13 01:41 em resposta a Bruno Pio.
Bruno Pio:
Acredito que não deva ter partidos, ou se for ter, que seja somente um. O partido deve representar o povo e não uma classe, seja ela de trabalhadores, religião ou qualquer coisa. Somos todos brasileiros e deveríamos lutar por todos, e não uma classe.


Hitler fez isso, e veja como deu certo...

Não existe um "pensamento único" numa sociedade, opiniões divergem naturalmente, e partidos políticos servem para isso, obviamente que os partidos atuais estão muito longe disso.

RE: Fim de todos os partidos políticos atuais?
Resposta
25/07/13 12:50 em resposta a Adriano A.
Adriano A:
Bruno Pio:
Acredito que não deva ter partidos, ou se for ter, que seja somente um. O partido deve representar o povo e não uma classe, seja ela de trabalhadores, religião ou qualquer coisa. Somos todos brasileiros e deveríamos lutar por todos, e não uma classe.


Hitler fez isso, e veja como deu certo...

Não existe um "pensamento único" numa sociedade, opiniões divergem naturalmente, e partidos políticos servem para isso, obviamente que os partidos atuais estão muito longe disso.



Se você for ver assim, praticamente todos, senão todos os países socialistas/comunistas, fizeram assim também.
Não quero dizer que o comunismo é melhor.
Só quero dizer que, ao invés de defendermos classes, deveríamos defender o povo, independentemente das divergências idealistas de cada um. Ao invés de discutirem o que é melhor pra todo mundo, geralmente estão impondo sua "classe" nos outros, e não aceitam diferenças.

RE: Fim de todos os partidos políticos atuais?
Resposta
25/07/13 15:04 em resposta a Adriano A.
Adriano A:
Existe quem defenda no Congresso, vocês são a favor de acabar com todos os partidos atuais e recomeçar do zero com 2 partidos como aconteceu no Império logo após a independência? Obviamente, com regras melhores para a criação de futuros partidos.



Temos que acabar é com o sistema de lista partidária (aberta proporcional ou fechada). Chega dos partidos ficarem indicando quem deve ou não ser eleito, voto distrital, candidatura avulsa e recall já.

RE: Fim de todos os partidos políticos atuais?
Resposta
25/07/13 15:52 em resposta a Adriano A.
Não, obrigado, conheço algumas pessoas que foram presas e torturadas por motivos políticos pelos órgãos repressivos da Junta ditatorial-militar, que usou o mesmo sistema absurdo de dois partidos com quase os mesmos propósitos (apesar de algumas figuras honradas terem ingenuamente acreditado que o MDB fazia algo mais que pseudo-oposição à ditadura). A ideia era dizer que o regime tolerava uma "oposição responsável", enquanto a oposição real sofria o inferno.

Democracia deve ser plural, mas com o fim das coligações eleitorais e do financiamento de campanhas por empresas privadas, os partidos de aluguel se extinguirão em grande parte, e sobrarão os partidos ideológicos, programáticos, com filosofia e militância próprias.

RE: Fim de todos os partidos políticos atuais?
Resposta
27/07/13 20:53 em resposta a Adriano A.
1. fim do voto secreto no legislativo;
2. extinguir o voto de lideranças;
3. abolir a sistemática de votação do tipo “quem estiver a favor permaneça como está”;
4. financiamento de campanha exclusivamente público;
5. divulgação na internet despesas de campanha: data, hora, cidade, uf, CNPJ/CPF, nome recebedor, finalidade, valor etc;
6. regulamentar PLEBISCITOS e REFERENDOS (Projetos de Lei nº 4.718/2004 e 6.928/2002);
7. regulamentar CONSULTA POPULAR para revogar mandatos (PLS nº 269/2005 e 82/2003);
8. implementar a revogação e o veto popular (PEC 80/2003);
9. voto distrital misto;
10. princípios mínimos obrigatórios em estatutos e regimentos internos dos partidos: democracia interna, transparência;
11. prazo mínimo de 5 (cinco) anos de filiação para concorrer a cargos internos e eletivos, critérios para indicação para concorrer a cargos eletivos etc;
12. lista fechada ou mista, composta por voto direto dos filiados do partido;
13. proibir coligações partidárias para cargos proporcionais;
14. reduzir o período de propaganda eleitoral para, no máximo, 30 dias corridos;
15. permitir propaganda em rádio e TV somente ao vivo, sem produção de agências de publicidade;
16. regulamentar o formato dos debates entre candidatos ao Executivo;
17. definir prazo máximo para tramitação de propostas no legislativo (9 meses);
18. reduzir a quantidade mínima de assinaturas para apresentação de projeto de iniciativa popular;
19. voto facultativo;
20. abolir as emendas parlamentares ao Orçamento Geral da União;
21. extinguir o foro privilegiado e a imunidade processual para crime comum;
22. abolir as medidas provisórias ou instituir mecanismo que obrigue votação imediata, em até 30 (trinta) dias, no máximo;
23. concurso para ministros dos tribunais, revogar a indicação pelo Executivo;
24. eliminar a concessão de subsídios a vereadores nos municípios com menos de 100.000 habitantes;
25. extinguir o instituto da reeleição, inclusive para o legislativo;
26. estabelecer mandatos de 5 (cinco) anos e realizar eleições anuais;
27. no 1º ano, eleições para vereadores e deputados estaduais/distritais;
28. no 2º ano, para prefeitos municipais;
29. no 3º ano, deputados federais e senadores;
30. no 4º ano: governadores;
31. no 5º ano: presidente da república;
32. extinguir o Senado e transformar o parlamento em unicameral;
33. reduzir o mandado de senador de 8 para 5 anos;
34. quebra automática de sigilo (fiscal, bancário e telefônico) a partir do registro de candidatura a qualquer cargo eletivo (PEC 42/2007);
35. quebra automática de sigilo (fiscal, bancário e telefônico) a partir da posse em cargo público eletivo ou de livre provimento;
36. detentores de cargos públicos indiciados, investigados, denunciados sejam afastados, automática e temporariamente (6 meses);
37. retenção de passaporte, bloqueio de bens, quebra de sigilo (fiscal, bancário e telefônico) de autoridades denunciadas;
38. proibir qualquer propaganda paga por órgãos públicos;
39. garantir informes de utilidade pública na TV de forma gratuita, obrigatória e prioritária;
40. proibir o uso de cavaletes, bandeiras e carro de som na propaganda eleitoral;
41. proibir a divulgação de pesquisas eleitorais;
42. instituir mecanismos rigorosos e eficazes sobre fidelidade partidária;
43. divulgação, na internet, de declarações de renda e patrimônio dos ocupantes de cargos públicos eletivos e de livre provimento;
44. posse em cargo eletivo condicionada a desfecho de eventuais processos a que responda o candidato;
45. organizar a pauta do legislativo de acordo com a ordem de entrada: “primeiro a entrar primeiro a sair”;
46. parlamentares só nomear, no máximo, 5 (cinco) assessores em cargos de livre provimento;
47. conceder a parlamentares federais, no máximo, 2 (duas) passagens (ida/volta) à capital de origem, por mês;
48. parlamentar que deixar de comparecer a mais de 1/10 (um décimo) das sessões legislativas de cada ano perderá o mandato.

RE: Fim de todos os partidos políticos atuais?
Resposta
30/07/13 16:04 em resposta a Bruno Pio.
Concordo, tem muitos por ai que defendem a redução do número dos partidos, mas eu acho que isso é monopolizar ainda mais a politica no país.

Penso que se for pra reduzir, que seja apenas um, ou melhor, que não tenha nenhum partido mas que tenhamos uma espécie de estatuto para que quem quiser se eleger deve cumprir os princípios desse estatuto.