Exportação de Dados do Fórum

Fórum

Participação dos filiados nos destinos dos partidos politicos.

Compartilhe este tópico:
Tópicos [ Anterior | Próximo ]
Mostrando 1 - 20 de 40 resultados.
de 2
Que se torne obrigatória a participação dos filiados dos partidos, e não apenas dos membros dos diretórios, como ocorre hoje.

RE: Participação dos filiados nos destinos dos partidos politicos.
Resposta
25/07/13 20:46 em resposta a Levino S. do Viso.
Não é mais possível termos partidos sem a participação dos seus filiados nas decisões internas. São anos e anos de um jogo poítico que não traz benefício nenhum para a sociedade, visto que uma minoria dentro dos partidos tomam todas as decisões, decisões essas que não representam os anseios populares.

RE: Participação dos filiados nos destinos dos partidos politicos.
Resposta
25/07/13 21:49 em resposta a Levino S. do Viso.
Concordo, falta aprimorar a democracia e o controle dentro dos próprios partidos

RE: Participação dos filiados nos destinos dos partidos politicos.
Resposta
26/07/13 15:28 em resposta a Manoel de Ribamar Cardoso Barroso.
Verdade Sr.Manoel. Quando participamos de partido politico como "filiado", nada decidimos,
apenas os detentores de cargos nos diretórios Zonal,Municipal e Estadual tem poder de voto
e isso precisa ser mudado, sob pena de não haver interesse da população em se filiar.

RE: Participação dos filiados nos destinos dos partidos politicos.
Resposta
27/07/13 20:44 em resposta a Levino S. do Viso.
1. fim do voto secreto no legislativo;
2. extinguir o voto de lideranças;
3. abolir a sistemática de votação do tipo “quem estiver a favor permaneça como está”;
4. financiamento de campanha exclusivamente público;
5. divulgação na internet despesas de campanha: data, hora, cidade, uf, CNPJ/CPF, nome recebedor, finalidade, valor etc;
6. regulamentar PLEBISCITOS e REFERENDOS (Projetos de Lei nº 4.718/2004 e 6.928/2002);
7. regulamentar CONSULTA POPULAR para revogar mandatos (PLS nº 269/2005 e 82/2003);
8. implementar a revogação e o veto popular (PEC 80/2003);
9. voto distrital misto;
10. princípios mínimos obrigatórios em estatutos e regimentos internos dos partidos: democracia interna, transparência;
11. prazo mínimo de 5 (cinco) anos de filiação para concorrer a cargos internos e eletivos, critérios para indicação para concorrer a cargos eletivos etc;
12. lista fechada ou mista, composta por voto direto dos filiados do partido;
13. proibir coligações partidárias para cargos proporcionais;
14. reduzir o período de propaganda eleitoral para, no máximo, 30 dias corridos;
15. permitir propaganda em rádio e TV somente ao vivo, sem produção de agências de publicidade;
16. regulamentar o formato dos debates entre candidatos ao Executivo;
17. definir prazo máximo para tramitação de propostas no legislativo (9 meses);
18. reduzir a quantidade mínima de assinaturas para apresentação de projeto de iniciativa popular;
19. voto facultativo;
20. abolir as emendas parlamentares ao Orçamento Geral da União;
21. extinguir o foro privilegiado e a imunidade processual para crime comum;
22. abolir as medidas provisórias ou instituir mecanismo que obrigue votação imediata, em até 30 (trinta) dias, no máximo;
23. concurso para ministros dos tribunais, revogar a indicação pelo Executivo;
24. eliminar a concessão de subsídios a vereadores nos municípios com menos de 100.000 habitantes;
25. extinguir o instituto da reeleição, inclusive para o legislativo;
26. estabelecer mandatos de 5 (cinco) anos e realizar eleições anuais;
27. no 1º ano, eleições para vereadores e deputados estaduais/distritais;
28. no 2º ano, para prefeitos municipais;
29. no 3º ano, deputados federais e senadores;
30. no 4º ano: governadores;
31. no 5º ano: presidente da república;
32. extinguir o Senado e transformar o parlamento em unicameral;
33. reduzir o mandado de senador de 8 para 5 anos;
34. quebra automática de sigilo (fiscal, bancário e telefônico) a partir do registro de candidatura a qualquer cargo eletivo (PEC 42/2007);
35. quebra automática de sigilo (fiscal, bancário e telefônico) a partir da posse em cargo público eletivo ou de livre provimento;
36. detentores de cargos públicos indiciados, investigados, denunciados sejam afastados, automática e temporariamente (6 meses);
37. retenção de passaporte, bloqueio de bens, quebra de sigilo (fiscal, bancário e telefônico) de autoridades denunciadas;
38. proibir qualquer propaganda paga por órgãos públicos;
39. garantir informes de utilidade pública na TV de forma gratuita, obrigatória e prioritária;
40. proibir o uso de cavaletes, bandeiras e carro de som na propaganda eleitoral;
41. proibir a divulgação de pesquisas eleitorais;
42. instituir mecanismos rigorosos e eficazes sobre fidelidade partidária;
43. divulgação, na internet, de declarações de renda e patrimônio dos ocupantes de cargos públicos eletivos e de livre provimento;
44. posse em cargo eletivo condicionada a desfecho de eventuais processos a que responda o candidato;
45. organizar a pauta do legislativo de acordo com a ordem de entrada: “primeiro a entrar primeiro a sair”;
46. parlamentares só nomear, no máximo, 5 (cinco) assessores em cargos de livre provimento;
47. conceder a parlamentares federais, no máximo, 2 (duas) passagens (ida/volta) à capital de origem, por mês;
48. parlamentar que deixar de comparecer a mais de 1/10 (um décimo) das sessões legislativas de cada ano perderá o mandato.

RE: Participação dos filiados nos destinos dos partidos politicos.
Resposta
29/07/13 03:06 em resposta a Levino S. do Viso.
Concordo vide esta discuçao

RE: Participação dos filiados nos destinos dos partidos politicos.
Resposta
29/07/13 08:16 em resposta a Levino S. do Viso.
http://www.votenaweb.com.br/

RE: Participação dos filiados nos destinos dos partidos politicos.
Resposta
29/07/13 17:00 em resposta a Edivan Batista Carvalho.
Caro Edivan,
Entrei no site sugerido pelo Sr.,e li sobre as varias PECs, inclusive votei em algumas.
Para o nosso tema proposto, apenas a PEC 276 do deputado Leonardo Gadelha diz
respeito.Fala sobre a criação de uma comissão de 256 pessoas,eleitas pelo povo
(e isso é muito importante),somente para revisar as leis sobre os direitos dos
"politicos e dos partidos ".Já é um excelente começo caso essa PEC seja votada.
Agradeço sua participação, e vamos juntos mudar a forma dos partidos fazerem
politica.Hoje infelismente, apenas são ouvidos os membros dos diretórios Zonal,
Municipal, Estadual e Nacional e é isso que queremos mudar, fazendo com que a
maioria dos filiados tenha voz, senão para que servem?

RE: Participação dos filiados nos destinos dos partidos politicos.
Resposta
29/07/13 17:41 em resposta a Levino S. do Viso.
Sim os partidos precisao se mais horizontais ,acabar com as oligarquias politicas.
O voto distrital simples forca a isso , pois seria necessaria as previas ( mas isso só para eleicoes )
outro mecanismo é fazer a divisao do tempo de tv e fundo partidario proporcional ao numero de filiados , ai o filiado naturalmente passa a ser o "dono do partido "

RE: Participação dos filiados nos destinos dos partidos politicos.
Resposta
01/08/13 15:56 em resposta a Edivan Batista Carvalho.
Edivan Batista Carvalho:
http://www.votenaweb.com.br/



Sr.Edivan,

Noticia de hoje no Jus-Brasil, me faz crer que estamos fazendo papel de meros expectadores nesse
processo de reforma politica.Acho que o Dep.Candido Vacarezza que coordena os trabalhos desse
grupo, não pensa seriamente em aproveitar esse debate para mudanças.Veja abaixo a noticia:

"01/08/2013 : CONGRESSO VOLTA DE RECESSO HOJE C/PROJETOS POLÊMICOS"
Segundo Henrique Alves,deve entrar na pauta da Camara ainda em Agôsto proposta
que libera a candidatura de politicos que tiveram contas rejeitadas em eleições passadas.
A proposta,chamada de mini-reforma eleitoral é de autoria do Dep.Candido Vacarezza do
PT-Sp.O projeto de Vacarezza ,também " transfere aos Partidos",no caso de eleições
proporcionais,os votos dos "deputados e vereadores" eleitos e que tenham tido suas
candidaturas IMPUGNADAS com base na ficha-limpa.Atualmente,os votos de politicos
cassados são ANULADOS,e as siglas não se beneficiam."

Digo eu, pelo que parece estamos sendo enganados colocando e debatendo nossas
idéias nesse forum, quando na verdade eles(politicos) ja tem delineado o que querem
votar no congresso.Esse deputado Candido Vacarezza,nunca me inspirou confiança,
haja visto que o deputado Fontana do proprio PT desligou-se do "GT"(grupo de trabalho)
quando soube da indicação(não do PT) do Vacarezza pelo pres. da Camara Henrique
Alves.

RE: Participação dos filiados nos destinos dos partidos politicos.
Resposta
01/08/13 16:12 em resposta a Levino S. do Viso.
Isso é fundamental. Se a reforma política pretende controlar o nascimento de novos partidos, então os partidos existentes precisam se tornar verdadeiramente democráticos, sob pena de gerar um poder de monopólio político para os dirigentes atuais dos partidos.

RE: Participação dos filiados nos destinos dos partidos politicos.
Resposta
03/08/13 19:21 em resposta a Levino S. do Viso.
A lógica para se filiar a um partido político é você ter um interesse maior na política e querer de alguma forma participar da política do país, na prática, isso não acontece, filiado de partido só serve para fazer número em comício e carreata, e soltar boatos contra outros partidos.

RE: Participação dos filiados nos destinos dos partidos politicos.
Resposta
08/08/13 21:22 em resposta a Pedro Henrique Thibes Forquesato.
Pedro Henrique Thibes Forquesato:
Isso é fundamental. Se a reforma política pretende controlar o nascimento de novos partidos, então os partidos existentes precisam se tornar verdadeiramente democráticos, sob pena de gerar um poder de monopólio político para os dirigentes atuais dos partidos.


Caro Pedro Henrique,

É exatamente esse o ponto.Atualmente os partidos funcionam com Diretórios Zonais,Municipal,Estadual e Nacional,
e quando acontece alguma votação para escolhas diversas, apenas votam os delegados do partido que geralmente
são os detentores de cargos nos diretórios. Os demais filiados são meras peças para determinar o potencial dos
partidos e são usados para lotar locais de comicios e fazer campanhas politicas,não tendo voto nas decisões.Isso
é o que queremos mudar, fazendo com que TODOS os filiados tenham direito a voto nas decisões do partido.Hoje
infelismente,não há democracia dentro dos partidos,as decisões são tomadas por poucos relegando a grande maioria
dos filiados a segundo plano.

Vamos a luta para mudançasn tanto nos partidos como no Brasil.

RE: Participação dos filiados nos destinos dos partidos politicos.
Resposta
09/08/13 02:18 em resposta a Levino S. do Viso.
So vamos alcançar o objetivo de filiados terem voz ativa e real é quando o filiado valer dinheiro , é triste mas a mecânica hoje é , quanto mais deputados o partido tem mais tempo e dinheiro ele tem , logo os partidos so buscam os filiados em época de eleição. Pra mudar o tempo e fundo partidário tem que ser distribuído proporcionalmente pelo numero de filiados, isso criaria uma dinâmica que daria mais voz ativa . Pois se o partido que estou nao me da a chance de opinar sobre uma coligação absurda do tipo PT e Maluf , eu vou sair e ir para outro partido que tem as mesmas convicções que eu . Logo o filiado vai ser mais importante que os deputados , deputado vai ser ferramenta nao o cliente. E o filiado sim aí ser a forca e ligação do povo com partidos.

RE: Participação dos filiados nos destinos dos partidos politicos.
Resposta
13/08/13 19:34 em resposta a Levino S. do Viso.
Olá Levino,

Veja que não estamos sozinhos quando o assunto é democratização dos partidos, ou convenções partidárias (convenções partidárias: o momento em que os políticos são escolhidos pelos partidos).

Veja que ótimo texto nos trouxe o Lucas:

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O LINK

Arthus Kauã Fendeler Höelz:
Olá Levino,

Veja que não estamos sozinhos quando o assunto é democratização dos partidos, ou convenções partidárias (convenções partidárias: o momento em que os políticos são escolhidos pelos partidos).

Veja que ótimo texto nos trouxe o Lucas:

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O LINK



Caro Arthus, li o texto do Lucas e ele está correto em suas afirmações.Sou filiado a um partido politico há exatos 23 anos,e a cinco anos deixei de participar
(continuo filiado), fiz parte do diretório Zonal por três mandatos portanto tinha voto.Mas os filiados apenas serviam(e servem) ao partido para carreatas,comicios,
lotar onibos para acompanhar debates na Tv etc.., ou seja, apenas serviam para fazer numero tinham (e tem) um papel secundário nos destinos do partido.
Isso é o que queremos mudar, fazer com que o filiado tenha voz e voto nos destinos do partido, que não seja comandado pelos caciques, mas já adianto,não
será fácil fazer com que os comandantes de partidos dividam o poder com os filiados, mas estamos aqui para mudar esse quadro.
Abçs.

RE: Participação dos filiados nos destinos dos partidos politicos.
Resposta
14/08/13 20:25 em resposta a Levino S. do Viso.
No Grêmio FBPA... todo o sócio... com dois anos de mensalidade em dia... fica habilitado para votar... poderia ser ter algo semelhante nos partidos... até para evitar entrada de filiados só na hora das eleições... e mensalidade para evitar que se escrevam só para votar... além de ajudar a sustentar o partido... e usar este recurso para campanhas... seria uma forma de financiamento...

RE: Participação dos filiados nos destinos dos partidos politicos.
Resposta
14/08/13 22:13 em resposta a Rafael Marzall Zanotto.
sempre vai ter alguem que vai dizer a mais o sujeito nao tem dinheiro pra pagar sua mensalidade e tal .
Mas concordo com voce , filiado tem que ter direitos e deveres.
ainda mais com aquela proposta de dividir o fundo e tempo de tv pelo numero de filiados ( fixaçao minha)

RE: Participação dos filiados nos destinos dos partidos politicos.
Resposta
14/08/13 22:16 em resposta a Levino S. do Viso.
Oi Levino isso só acontecerá quando o filiado for mais importante que deputados eleitos .
e pra isso acredito que a distribuicao de tempo de tv e radio tem que ser proporcional ao numero de filiados.
pois se o partido nao da voz e importancia ao filiado vai perde-lo

RE: Participação dos filiados nos destinos dos partidos politicos.
Resposta
14/08/13 22:45 em resposta a Rafael Marzall Zanotto.
Rafael Marzall Zanotto:
No Grêmio FBPA... todo o sócio... com dois anos de mensalidade em dia... fica habilitado para votar... poderia ser ter algo semelhante nos partidos... até para evitar entrada de filiados só na hora das eleições... e mensalidade para evitar que se escrevam só para votar... além de ajudar a sustentar o partido... e usar este recurso para campanhas... seria uma forma de financiamento...



Caro Rafael,

É uma alternativa, mas a dificuldade não é apenas essa. primeiro; poucas pessoas pensam em filiar-se
a um partido politico. Segundo; as que se filiam raramente comparecem à reuniões do partido.
Terceiro; Os ditos caciques veêm o partido como um feudo seu, e raras vezes permitem opiniões
contrarias as suas.
Terceiro; é pena, mas a grande maioria das pessoas que buscam um partido para se filiar,o fazem
já pensando nas vantagens que poderá ter em futuro próximo. Raros são os que buscam na
filiação partidária efetiva participação nos destinos do país,com o intuito de melhorias a todos.

De qualquer forma nosso debate tende a propiciar aos partidos uma visão mais clara a respeito
do que pensamos, e como queremos o funcionamento dos partidos daqui por diante.Com as
recentes manifestações, já sinalizamos qual caminho deva ser seguido pela classe politica
brasileira.Vamos continuar a debater e acreditar que podemos, senão tudo, pelo menos mudar
alguma coisa.

Abçs.

Mostrando 1 - 20 de 40 resultados.
de 2