Exportação de Dados do Fórum

Fórum

Um possível malefício do voto distrital

Compartilhe este tópico:
Tópicos [ Anterior | Próximo ]
Mostrando 1 - 20 de 23 resultados.
de 2
Para ser bem sucinto: acredito que um grande malefício do voto distrital seja o fortalecimento dos chamados "caciques locais", como ocorre com aqueles membros de famílias tradicionais que se revezam, mandato após mandato, no poder, ou até mesmo de criminosos como líderes de milícia. O ambiente para o surgimento de novas lideranças ficaria um tanto quanto conturbado.

É um temor que tenho. Mais alguém acha o mesmo?

RE: Um possível malefício do voto distrital
Resposta
26/07/13 17:23 em resposta a Victor Freire de Carvalho.
Victor Freire de Carvalho:
Para ser bem sucinto: acredito que um grande malefício do voto distrital seja o fortalecimento dos chamados "caciques locais", como ocorre com aqueles membros de famílias tradicionais que se revezam, mandato após mandato, no poder, ou até mesmo de criminosos como líderes de milícia. O ambiente para o surgimento de novas lideranças ficaria um tanto quanto conturbado.

É um temor que tenho. Mais alguém acha o mesmo?



Hoje os caciques (famílias poderosas) dominam Estados inteiros. Com o voto distrital eles teriam que brigar distrito a distrito em eleições majoritárias, ou seja, só ganha uma pessoa por distrito. Nesse tipo de eleição a disputa é muito mais apertada e a competição é muito maior (entre partidos e se possível candidatos avulsos). Seria muito mais difícil criar e manter feudos eleitorais, ainda mais se fosse criada a possibilidade de recall eleitoral. Veja explicação abaixo:

"Caso os partidos não apresentem planos de governo que atendam a região, é mais fácil implantar a possibilidade de candidaturas avulsas. Nos países onde isso ocorre, basta que o líder local sem partido colha a assinatura de 2% dos eleitores do seu distrito para que se candidate ao pleito. Isso evita que os oligarcas partidários tenham o monopólio de quem pode ou não ser eleito, desestimulando conchavos regionais entre as siglas."
...
"No sistema distrital uninominal também é muito mais fácil implantar o recall eleitoral, ou seja, caso o vereador ou deputado eleito e “esqueça-se” de prestar contas aos habitantes de sua região ou se mostre inepto como representante, basta recolher as assinaturas de 5% dos eleitores do distrito para convocar novas eleições no local, confirmando o nome do deputado ou vereador ou trocando-o por outro. Simples assim, sem processos longos e procedimentos probatórios arrastados e frustrantes."

RE: Um possível malefício do voto distrital
Resposta
27/07/13 21:12 em resposta a Victor Freire de Carvalho.
1. fim do voto secreto no legislativo;
2. extinguir o voto de lideranças;
3. abolir a sistemática de votação do tipo “quem estiver a favor permaneça como está”;
4. financiamento de campanha exclusivamente público;
5. divulgação na internet despesas de campanha: data, hora, cidade, uf, CNPJ/CPF, nome recebedor, finalidade, valor etc;
6. regulamentar PLEBISCITOS e REFERENDOS (Projetos de Lei nº 4.718/2004 e 6.928/2002);
7. regulamentar CONSULTA POPULAR para revogar mandatos (PLS nº 269/2005 e 82/2003);
8. implementar a revogação e o veto popular (PEC 80/2003);
9. voto distrital misto;
10. princípios mínimos obrigatórios em estatutos e regimentos internos dos partidos: democracia interna, transparência;
11. prazo mínimo de 5 (cinco) anos de filiação para concorrer a cargos internos e eletivos, critérios para indicação para concorrer a cargos eletivos etc;
12. lista fechada ou mista, composta por voto direto dos filiados do partido;
13. proibir coligações partidárias para cargos proporcionais;
14. reduzir o período de propaganda eleitoral para, no máximo, 30 dias corridos;
15. permitir propaganda em rádio e TV somente ao vivo, sem produção de agências de publicidade;
16. regulamentar o formato dos debates entre candidatos ao Executivo;
17. definir prazo máximo para tramitação de propostas no legislativo (9 meses);
18. reduzir a quantidade mínima de assinaturas para apresentação de projeto de iniciativa popular;
19. voto facultativo;
20. abolir as emendas parlamentares ao Orçamento Geral da União;
21. extinguir o foro privilegiado e a imunidade processual para crime comum;
22. abolir as medidas provisórias ou instituir mecanismo que obrigue votação imediata, em até 30 (trinta) dias, no máximo;
23. concurso para ministros dos tribunais, revogar a indicação pelo Executivo;
24. eliminar a concessão de subsídios a vereadores nos municípios com menos de 100.000 habitantes;
25. extinguir o instituto da reeleição, inclusive para o legislativo;
26. estabelecer mandatos de 5 (cinco) anos e realizar eleições anuais;
27. no 1º ano, eleições para vereadores e deputados estaduais/distritais;
28. no 2º ano, para prefeitos municipais;
29. no 3º ano, deputados federais e senadores;
30. no 4º ano: governadores;
31. no 5º ano: presidente da república;
32. extinguir o Senado e transformar o parlamento em unicameral;
33. reduzir o mandado de senador de 8 para 5 anos;
34. quebra automática de sigilo (fiscal, bancário e telefônico) a partir do registro de candidatura a qualquer cargo eletivo (PEC 42/2007);
35. quebra automática de sigilo (fiscal, bancário e telefônico) a partir da posse em cargo público eletivo ou de livre provimento;
36. detentores de cargos públicos indiciados, investigados, denunciados sejam afastados, automática e temporariamente (6 meses);
37. retenção de passaporte, bloqueio de bens, quebra de sigilo (fiscal, bancário e telefônico) de autoridades denunciadas;
38. proibir qualquer propaganda paga por órgãos públicos;
39. garantir informes de utilidade pública na TV de forma gratuita, obrigatória e prioritária;
40. proibir o uso de cavaletes, bandeiras e carro de som na propaganda eleitoral;
41. proibir a divulgação de pesquisas eleitorais;
42. instituir mecanismos rigorosos e eficazes sobre fidelidade partidária;
43. divulgação, na internet, de declarações de renda e patrimônio dos ocupantes de cargos públicos eletivos e de livre provimento;
44. posse em cargo eletivo condicionada a desfecho de eventuais processos a que responda o candidato;
45. organizar a pauta do legislativo de acordo com a ordem de entrada: “primeiro a entrar primeiro a sair”;
46. parlamentares só nomear, no máximo, 5 (cinco) assessores em cargos de livre provimento;
47. conceder a parlamentares federais, no máximo, 2 (duas) passagens (ida/volta) à capital de origem, por mês;
48. parlamentar que deixar de comparecer a mais de 1/10 (um décimo) das sessões legislativas de cada ano perderá o mandato.

RE: Um possível malefício do voto distrital
Resposta
27/07/13 23:47 em resposta a Luis Eduardo Rego Freitas.
Digo mais , so existe os caciques pq nao se tem previas nos partidos políticos, com o distritale fim de reeleição , o partido so lança 1 por distrito acabando com o uso do filiado sair como candidato so pra puxar votos entre amigos para eleger um cacique maior . Distrital acaba com o monopólio.por incrível que pareça , e pra ser melhor ainda , tem que ser o estilo francês , com 2 turnos.

RE: Um possível malefício do voto distrital
Resposta
28/07/13 07:40 em resposta a Victor Freire de Carvalho.
não acredito que o distrital seja formador de feudos eleitorais. se tendo partidos políticos de verdade (com eleições internas) os caciques tendem a sumir no tempo por sistema orgânico de representatividade. (acho)

RE: Um possível malefício do voto distrital
Resposta
28/07/13 07:48 em resposta a Diego Rodrigues.
seria interessante conhecer mais entre os sistemas francês e o alemão (vi algo sobre o alemão) mas acho que qualquer um deles é melhor que o que temos hoje.
temos um sistema presidencialista com uma constituição parlamentarista e um sistema partidario-eleitoral oligopolista. (acho)

RE: Um possível malefício do voto distrital
Resposta
28/07/13 10:41 em resposta a Victor Freire de Carvalho.
Victor, há riscos, mas é um mecanismo que, dependendo da mobilização da sociedade, fica mais fácil e próximo cobrar do eleito.

RE: Um possível malefício do voto distrital
Resposta
29/07/13 18:43 em resposta a Victor Freire de Carvalho.
O povo desperta e compreende para o que não funciona, vivemos a era da informação, não será mais como no passado e será nosso trabalho deixar que o receio não se concretize....

http://pt.scribd.com/doc/64997507/Proposta-de-Emenda-Constitucional-para-voto-distrital-puro

RE: Um possível malefício do voto distrital
Resposta
29/07/13 19:10 em resposta a Henrique Arreguy Hachmann D'Agostini.
Henrique Arreguy Hachmann D'Agostini:
O povo desperta e compreende para o que não funciona, vivemos a era da informação, não será mais como no passado e será nosso trabalho deixar que o receio não se concretize....

http://pt.scribd.com/doc/64997507/Proposta-de-Emenda-Constitucional-para-voto-distrital-puro



Essa proposta é muito boa, só que faltou afirmar que (i) os distritos devem ser desenhados pela justiça eleitoral e (ii) a eleição será em dois turnos, levando-se os dois mais votados para o segundo turno caso nenhum deles tenha recebido mais de 50% dos votos no primeiro turno.

RE: Um possível malefício do voto distrital
Resposta
30/07/13 20:30 em resposta a Luis Eduardo Rego Freitas.
O Voto Distrital (que vocês estão denominando o sistema Majoritário de eleição) tem como Ponto Negativo a eliminação de Políticos de Ideias ( Cristovam Buarque, Pedro Taques, Randolfe Rodrigues, Luiza Erundina, Luciana Genro...) para Políticos de Distritos (principalmente os Coronéis das Mídias Locais: Sarney, Renan, Collor, ACM Jr, Jader Barbalho...)... Esse é que é o grande perigo!

RE: Um possível malefício do voto distrital
Resposta
30/07/13 22:59 em resposta a Tiago Veras.
Tiago Veras:
O Voto Distrital (que vocês estão denominando o sistema Majoritário de eleição) tem como Ponto Negativo a eliminação de Políticos de Ideias ( Cristovam Buarque, Pedro Taques, Randolfe Rodrigues, Luiza Erundina, Luciana Genro...) para Políticos de Distritos (principalmente os Coronéis das Mídias Locais: Sarney, Renan, Collor, ACM Jr, Jader Barbalho...)... Esse é que é o grande perigo!



Ninguém aguenta mais lista partidária.

A lista partidária não evita coronéis regionais. Nós temos famílias que dominam Estados inteiros com conchavos partidários e listas. Elas controlam as retransmissoras da Rede Globo do Estado, Jornais e Rádios locais e como a população não conhece de perto os candidatos, acaba votando em quem não vai lhe representar. Estados inteiros são currais eleitorais e o sistema de listas ajuda a mantê-lo.

Como no sistema de "voto distrital" uninominal é possível o debate entre os candidatos a vereador e deputado, a população tem oportunidade de questionar o candidato sobre questões locais relacionadas a escolas, hospitais, parques e áreas de lazer da região, mas isso não quer dizer que a população deixará de questionar sobre questões nacionais como aborto, maioridade penal, corrupção, descriminalização das drogas, porte de arma etc.

No voto distrital os coronéis teriam que disputar a eleição, por meio de candidatos locais, distrito a distrito com amplo debate em cada região sobre as realizações do mandato anterior. É muito mais difícil criar e manter currais eleitorais quando a população passa a participar do mandato, controlar de perto seus representantes e exigir resultados.

RE: Um possível malefício do voto distrital
Resposta
01/08/13 14:29 em resposta a Luis Eduardo Rego Freitas.
Quais outros candidatos em São Paulo num hipotético sistema majoritário? Seria apenas Maluf, Serra e Lula... imagine no Norte, Nordeste, Centro- Oeste e Interior do Sul e Sudeste onde é muito mais promíscuo a relação entre a mídia e a política!!! Aliás não há relação... eles ou suas famílias são a mídia e a política!!! Assim como temos só 3 ou 4 emissoras representativas na mídia no Brasil... esse sistema majoritário fará que esses 3 ou 4 políticos dominem o Local... esquecendo das grandes ideias e ideais. O candidato Local seria o candidato da mídia local!

RE: Um possível malefício do voto distrital
Resposta
02/08/13 05:54 em resposta a Tiago Veras.
Vamos lá , voto distrital o sujeito pode se candidatar apenas na regiao em que eles moram , logo só um exemplo uns 10 carinhas do mensalao sao da cidade de sao Paulo , teoricamente do mesmo distrito , ou seja só 1 dos 10 camaradas poderia se candidatar .
Outra coisa que ninguem leva em conta é a taxa de rejeicao , num sistema com dois turnos o sujeito com alta taxa de rejeicao nao se elege , por que ele nao ganha de qualquer outro candidato concorrente que tiver uma rejeicao menor que ele , logo sujeitos como , Serra, Lula(dependendo da regiao),Kassab , Maluf,ACM neto , genoino , e ai vai , seria muito dificil ganhar . Um exemplo : nas ultimas eleicoes pra senador em sao Paulo as pesquisas indicavam a Marta , e netinho como Segundo voto , o povo com medo do netinho ganhar (com uma rejeicao alta fez o aloisio Nunes ganhar na frente do Netinho , e ele Segundo as pesquisas estava bem ,isso é o voto "menos Pior" que o povo pode dar quando encontra na iminencia de subir ao governo um crapula.
E sim o candidato local tem muito mais vez , nao so os ligados a midia , mas o do dia dia, o sujeito nao vai votar no cidadao que só aparece na cidade em epoca de eleicao. o povo nao é burro sabe votar , mas o voto que hoje ele da pro candidato local , só serve para eleger o cacife do partido.

RE: Um possível malefício do voto distrital
Resposta
02/08/13 16:05 em resposta a Victor Freire de Carvalho.
A noticia de hoje é Cupula petista escolhe o candidato em Sao Paulo ou seja cade os filiados , cade as previas dentro do partido. os partidos sao feitos pelos chefoes hoje , nao ha dialogo.
Com o Voto distrital filiado comum que nao pode se candidatr a nada e nao tem voz ativa dentro do partido , vai se desfiliar , logo o caminho natural é a horizontalizacao do partido , dando mais poder de decisao ao filiado. transformando a cara da politica . tirando os absolutistas do comando dos partidos.

Coisa que nao muda com as listas fechadas.

Pensem a fundo oque pode acontecer .

Voto distrital já

RE: Um possível malefício do voto distrital
Resposta
02/08/13 17:38 em resposta a Diego Rodrigues.
em Porto Alegre e no RS teve eleições junto aos filiados do PT, até sai na mídia... mas mesmo assim pode ser distorcido...

Sugiro olharem o documentário "A História Não Contada dos Estados Unidos"... são 10 episódios de 1 hora... mas o que tem a ver sobre este assunto é nas prévias dos Democratas antes da ultima reeleição da Franklin Roosevelt... o Wallace era o favorito para ser seu vice-presidente... mas no meio das prévias do partido houve uma reviravolta, conduzido pela cúpula do partido, e foi indicado Harry S. Truman.... um candidato fraco... mas com apoio dos caciques... e com a morte do presidente, assumiu a Casa Branca... e foi por culpa dele que... mesmo já tendo terminado a 2ª Guerra... houve a detonação das bombas atômicas... e deu início a toda a Guerra Fria...

RE: Um possível malefício do voto distrital
Resposta
02/08/13 18:54 em resposta a Rafael Marzall Zanotto.
Qual a solução? Algum instrumento ? Para dar voz ao filiado sem ser influenciado pelo cacique?

RE: Um possível malefício do voto distrital
Resposta
02/08/13 19:19 em resposta a Diego Rodrigues.
não sei... democracia e transparência sempre são boas soluções... quanto mais transparente e democrático menos os caciques tem força...

mas as vezes precisamos dos "Cardeais"... agora estava lembrando da turma do futebol... se não são os cardeais que impões certas coisas... já teria acabado... a turma tem 30 anos que joga... já mudou muitas caras... mas a base é quase sempre a mesma...

mas tudo isto não seria preocupação se tivéssemos um sistema mais simples, democrático e transparente... voto distrital e separação dos poderes... daí seria só os filiados votarem e escolherem quem vai ser o representante deles no distrito e pronto... nada muito complicado... mas enquanto tivermos misturado o executivo e o legislativo... forças escuras sempre rondarão as decisões... mesmo quando não tem nada... fica com cara de ter...

Lembro de uma situação da eleição para orador da turma de formados do meu cursos... tinha uns 8 candidatos... 2 deles eram de um mesmo grupo... e bem amigos... os dois estavam dispostos de abrir mão para o outro se o outro soubesse que teria mais chance de vencer a eleição... no fim os dois se candidataram... dividiram os votos e nenhum foi para o segundo turno... e na minha opinião eram os dois melhores para a tarefa...

um sistema de votação que eu gosto é o utilizado par a escolha do país sede das olimpíadas... são N turnos... cada turno um candidato é eliminado... mas isto não poderia ser usado para as eleições legislativas e executivas... mas pode ser usado no âmbito dos partidos...

RE: Um possível malefício do voto distrital
Resposta
02/08/13 20:14 em resposta a Rafael Marzall Zanotto.
Opa esta ideia de "N"turnos dentro do partido muito me interessa , quanto mais debate melhor.
Sabe quando vejo as previas de eleicoes americanas , fico pensando como é que pode gente do mesmo partido brigando entre si , e trazendo a tona podres entre eles , mas é melhor que passem pela sabatina interna e ter um candidato forte com os principios do partido , do que ir com um escolhido e perder a eleicao.
sim transparencia e democracia é a chave , como o partido REDE diz precisamos democratizar a democracia.

RE: Um possível malefício do voto distrital
Resposta
02/08/13 20:28 em resposta a Diego Rodrigues.
Diego,

Já viu o filmes "Virando o Jogo" de 2012?

Mostra como foi feito a escolha da governadora do Alasca para ser candidata a vice presidente do McCain... vale a pena...

RE: Um possível malefício do voto distrital
Resposta
02/08/13 21:26 em resposta a Rafael Marzall Zanotto.
Sabe o titulo original ? Vou ver, nunca é demais mais informacao.

Mostrando 1 - 20 de 23 resultados.
de 2