Exportação de Dados do Fórum

Fórum

VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO

Compartilhe este tópico:
Tópicos [ Anterior | Próximo ]
Mostrando 1 - 20 de 22 resultados.
de 2
VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
29/07/13 19:04
www.euvotodistrital.org.br resultou na pec 45/2011 http://pt.scribd.com/doc/64997507/Proposta-de-Emenda-Constitucional-para-voto-distrital-puro

Uma vez que o voto distrital puro estiver estabelecido, um outro debate ressurge, pois o Brasil não possui cultura distrital, o que é um distrito?!

Dada a realidade de nosso país terá de ser um coeficiente das médias de densidade populacional com territorial, onde minimos e máximos deverão ser respeitados, dessa maneira teremos políticas públicas sendo realizadas como creche, escola, posto de saúde, hospital, postos de trabalho e por ai vai, com isso deveremos buscar a cobrança de obras estruturais reais e iguais interligando todo o país, como logísticas reais e não as paliativas atuais.

No futuro podemos até sonhar com a camara dos comuns como é no Canadá, ampliando o poder do representante quando este tiver melhor nível para tal evolução e redução de custos....

RE: VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
29/07/13 19:21 em resposta a Henrique Arreguy Hachmann D'Agostini.
Na minha opinião o voto distrital nao vira bairrismo , oque fã é a chance dos deputados terem uma melhor chance de defender assuntos de sua região.
Por exemplo um deputado de sao Paulo nao tem como defender eficazmente um assunto sobre a proteção das florestas , pois ele nao tem vivência de morar na floresta , assim o eleito de um distrito no acre naturalmente teria mais voz e argumento , podendo ganhar apoio dos que apoiarem . O mesmo acontece com uma região agricula , outra metropolitana e aí vai , o debate é macro mas respeitando diretamente a quem a lei vai beneficiar ou atrapalhar.

RE: VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
29/07/13 19:38 em resposta a Diego Rodrigues.
Diego Rodrigues:
Por exemplo um deputado de sao Paulo nao tem como defender eficazmente um assunto sobre a proteção das florestas , pois ele nao tem vivência de morar na floresta , assim o eleito de um distrito no acre naturalmente teria mais voz e argumento , podendo ganhar apoio dos que apoiarem . O mesmo acontece com uma região agricula , outra metropolitana e aí vai , o debate é macro mas respeitando diretamente a quem a lei vai beneficiar ou atrapalhar.


Eu acho que o que faz alguém competente ou não para defender eficazmente um assunto não é o lugar onde a pessoa vive ou viveu, mas o quão profundamente ela estudou sobre o assunto. A Internet me permite ler sobre vários assuntos, a partir de várias fontes, o que me dá uma visão muito melhor que a visão unilateral que meus dois olhos me proporcionam.

De quê adianta um eleito no distrito do Acre estar cercado pela floresta se não leu livros, nem revistas, nem jornais, nem blogs, nem wikipédia, nem nada? A cultura internacional da Internet me ensinou em um ano muito mais do que a cultura da minha cidade me ensinou em dezoito.

E, numa nota menor, sou contra voto distrital de qualquer natureza. Não precisamos ser divididos, neste momento em que precisamos nos unir. Sou contra até mesmo o voto distrital que já existe nas eleições para deputados federais e senadores. As leis que os deputados federais fazem valem para todo o Brasil. Por quê não receber então votos de todos os brasileiros? Existem candidatos muito interessantes no Distrito Federal, mas só porque estou em Minas Gerais, não posso dar meu apoio a eles.

RE: VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
29/07/13 19:59 em resposta a Frederico Miranda Brandão Alves.
Ah Mas é claro que a educacao do sujeito conta , mas nao adianta eu conhecer o assunto e nao ter vivencia do assunto , isso é demagogia.
Claro que os assuntos devem ser de ambito nascional , bom deputado é aquele que defende o melhor para quem esta no norte ou sul , mas é necessario que o dep. defenda as demandas e expectativas da sua regiao sim , a politica esta justamente ai como as necessidades da sua regiao interage com as necessidades nacionais , alem das questoes socias que constitue o Brasil como nação .

Se a campanha for do Brasil inteiro

Pense no preço de uma campanha como ficaria ? o sujeito fazendo campanha no Brasil Inteiro.já é astronomica hoje , e não me venha dizer que internet é a solucao ainda não temos um nivel de inclusao digital que possibilitarias isso.

RE: VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
29/07/13 21:48 em resposta a Diego Rodrigues.
Bom Diego, não sei de onde traçou tal linha de raciocínio que possa vir a ser diferente do que é hoje. O que você está dizendo tem a ver com bandeiras que são levantadas e o sistema distrital justamente tem a ver com sistema bem mais complexos que este, nele você vai requerer representantes multi-disciplinares e totalmente sensíveis ao seu coletivo (representados) como os do resto do país. Tal competência em expor idéias, como a que você apresentou agora não possuem muita coerência, dado por exemplo que sou vizinho de uma floresta residindo na capital de SP.

O sistema distrital tem por finalidade impor a pratica da legislação, pois o legislativo é no dito popular "fiscal do povo", o Brasil atualmente entre EC, leis complementares e estatutos possui leis e mais leis que não são praticadas pelo descolamento. Como bem lembrou somos um país continental onde é imprescindível um sistema distrital de reocupação de todo o território com a devida logística para que tudo isso aconteça.

Vou te dar mais um bom exemplo da saúde, que alguns executivos pelo país tentam regionalizar, mas falham porque os que não cumprem seu papel oneram quem cumpre, em SP se você ficar de campanha em um Hospital público virá pessoas cruzando municipios e estados porque em suas localidades não foram cumpridas as regras mais básicas e claras da constituição.

Em um sistema distrital por exemplo, você não precisaria dos corpos como TCM, TCE e TCU que hoje nada mais fazem do que o papel de um legislativo organizado. A função do legislativo não é só aprovar as contas dos demais poderes é também acompanhar cada centavo aprovado por eles, sob a pena de crime em caso de omissão, pois tornam-se cúmplices de eventuais corrupções.

Dando nome aos bois, fica mais fácil para cada distrito se julgar necessário substituir seu representante o enquadrando pelos crimes que vierem a cometer.

Por essa razão deve ser puro, sem misto ou mais bizarrices, para que não exista mais cacique partidário e majoritário porque atualmente temos mais de 30 partidos (quase 40), cada um poderá indicar apenas um candidato e o vencedor deve ter 51% do distrito para que a identidade seja clara.

RE: VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
29/07/13 22:44 em resposta a Henrique Arreguy Hachmann D'Agostini.
Talvez nao me expliquei direito :
Do voto distrital , a única critica que acho realmente valida é que as minorias perdem sua forca , que tem em sistema proporcional.
Com o sistema proporcional , quando ganhamos em uma melhor chance de representatividade de minorias , perdemos muito na distorção de representatividade da maioria , onde apenas 7% dos deputados sao eleitos com votos próprios , o cidadão nao tem controle sobre o voto dele , inclusive o de minorias , a exemplo quando o dep Clodovil foi eleito acredito que muitos do movimento Glbt votou nele , mas por conta da votação dele mais dois deputados foram eleitos e um deles nao tinha ligação nenhuma com o movimento .
Como resolver isso em um mecanismo ? Eu nao sei
So acredito que com o voto distrital em dois turnos o debate fica bem melhor pois primeiro a minoria pode lutar dentro do partido para que um candidato que defenda sua classe seja lançado como candidato , depois nas eleições , a campanha em pro de um candidato que defenda a causa e em segundo turno , podendo fazer campanha contra o candidato que nao defende a sua causa .
A candidatura independente pode ser uma solução também .
Mas o que realmente acredito é que com o distrital , o debate ganha forca , vamos ter candidatos mais completos e menos candidatos de um tema so , candidato bom é aquele que defende boas idéias que beneficia a todos , estou cansado de parlamentares de um tema so , ex Jean Willians do PSOL o cara é inteligente é professor , acho justo que defenda o movimento gay , mas o Brasil tem mais assuntos e mais leis do que relacionados a sexualidade e ele so propõe coisas sobre sexualidade , justamente por conta de quem o elegeu foi o movimento gay e nao uma sociedade mista, e digo o mesmo para religiosos e sindicalistas . Enquanto os deputados continuar representando apenas seguimentos da sociedade este pais nunca vai ser uma nação. Vamos continuar tendo bancadas ruralista , evangélica , gay, ambientalista e aí vai , a pergunta é quando vamos ter a bancada do Brasil .
O distrital trata dentro do distrito de todos os assuntos , mas com foco naquilo que faz mais diferença na vida daquela mini sociedade.
Porisso ainda acho o distrital de 2 turnos a melhor solução .

RE: VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
30/07/13 00:58 em resposta a Diego Rodrigues.
Diego Rodrigues:
Se a campanha for do Brasil inteiro

Pense no preço de uma campanha como ficaria ? o sujeito fazendo campanha no Brasil Inteiro.já é astronomica hoje , e não me venha dizer que internet é a solucao ainda não temos um nivel de inclusao digital que possibilitarias isso.


O sujeito não precisa fazer campanha para o Brasil inteiro, mas eu gostaria da possibilidade de votar em alguém que não é do meu estado. Em outras palavras, estou atento ao que acontece nos outros estados, mesmo que os outros estados não estejam ativamente me passando informação.

RE: VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
30/07/13 01:33 em resposta a Henrique Arreguy Hachmann D'Agostini.
Morar do lado de uma floresta e morar dentro de uma floresta há uma distância gigantesca.
Para cobrarmos um deputado, ele tem que esta próximo de nós. Ele precisa sentir os olhos dos seus eleitores em si.
O voto distrital não significa bairrismo, nem o enfraquecimento do partido.
Os membros dos partidos serão unidos por ideias e indicarão em cada distrito o candidato que melhor representa as ideias do partido. O partido sai fortalecido porque os filiados do partido se fortalecem, e não a cúpula como é hoje.

Hoje no Brasil, apesar de trinta e lá vai cacetada de partidos, só existem 4 tipos

O tipo PT, que não possui posição de governo alguma (cuja única função é ser anti PSDB )
O tipo PSDB, que não possui posição de governo alguma (cuja única função é ser anti PT )
Os partidos de aluguel, que são situação independente de quem esteja no poder (grupo da maioria dos partidos, mas o principal é o PMDB )
Os partidos extremista, que querem impor sua posição a todo mundo. Por sorte nossa, possuem representatividade nula ou insignificante.
Não há como uma reforma política enfraquecer os partidos, pois não existe partido forte, sequer existe partido de verdade.

RE: VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
30/07/13 20:30 em resposta a Rafael Borges Borri.
O Voto Distrital (que vocês estão denominando o sistema Majoritário de eleição) tem como Ponto Negativo a eliminação de Políticos de Ideias ( Cristovam Buarque, Pedro Taques, Randolfe Rodrigues, Luiza Erundina, Luciana Genro...) para Políticos de Distritos (principalmente os Coronéis das Mídias Locais: Sarney, Renan, Collor, ACM Jr, Jader Barbalho...)... Esse é que é o grande perigo!

RE: VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
01/08/13 19:37 em resposta a Henrique Arreguy Hachmann D'Agostini.
Sinceramente eu considero o voto distrital ultrapassado e não condiz com a nossa realidade, na verdade não existe um sistema perfeito, contudo, rever os apsectos negativos do atual voto proporcional é mais eficiente do que a mudança completa do sistema.

RE: VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
01/08/13 20:07 em resposta a Ze Deck.
Ze Deck:
Sinceramente eu considero o voto distrital ultrapassado e não condiz com a nossa realidade, na verdade não existe um sistema perfeito, contudo, rever os apsectos negativos do atual voto proporcional é mais eficiente do que a mudança completa do sistema.



Ze Deck,

O voto distrital é rever os aspectos negativos do atual sistema...

RE: VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
01/08/13 20:42 em resposta a Tiago Veras.
Acho que você nao entendeu como voto distrital funciona.
Primeiro alguns dos bons políticos que você citou sao senadores que foram eleitos por voto majoritário .
Outra coisa é que o voto distrital em 2 turnos , visa acabar com maus políticos , pois se um politico tem uma aceitação boa de uma parte do eleitorado e uma rejeição alta é pq ele nao ganha em uma disputa com qualquer outro candidato.
O Maluf foi eleito justamente pq pega votos de todo o estado , um pouquinho aqui outro ali. E aí vence. Se fosse so em um distrito ele teria que ganhar com mais de 50 % o que nao aconteceria pela sua taxa de rejeição, nem pra vereador ele ganharia, pois seu domicilio esta nos jardins e rico nao vota nele.outro ponto importante , 70 vagas para sao Paulo , no mínimo 30 delas sao ocupadas por políticos da capital , tem politico eleito que nao tem a mínima idéia do que se passa no interior .
Ou seja o distrital acaba com os maus políticos , pois existe mais debate , e debate serio de problemas e soluções do dia a dia.
Então quando falar de falta de representação de minorias , pensa que o mesmo sistema de coletar poucos votos em cada área do estado pra eleger um politico bom o mesmo sistema faz o dobro com o politico mal.

RE: VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
16/08/13 17:23 em resposta a Diego Rodrigues.
Diego Rodrigues:
Acho que você nao entendeu como voto distrital funciona.
Primeiro alguns dos bons políticos que você citou sao senadores que foram eleitos por voto majoritário .
Outra coisa é que o voto distrital em 2 turnos , visa acabar com maus políticos , pois se um politico tem uma aceitação boa de uma parte do eleitorado e uma rejeição alta é pq ele nao ganha em uma disputa com qualquer outro candidato.
O Maluf foi eleito justamente pq pega votos de todo o estado , um pouquinho aqui outro ali. E aí vence. Se fosse so em um distrito ele teria que ganhar com mais de 50 % o que nao aconteceria pela sua taxa de rejeição, nem pra vereador ele ganharia, pois seu domicilio esta nos jardins e rico nao vota nele.outro ponto importante , 70 vagas para sao Paulo , no mínimo 30 delas sao ocupadas por políticos da capital , tem politico eleito que nao tem a mínima idéia do que se passa no interior .
Ou seja o distrital acaba com os maus políticos , pois existe mais debate , e debate serio de problemas e soluções do dia a dia.
Então quando falar de falta de representação de minorias , pensa que o mesmo sistema de coletar poucos votos em cada área do estado pra eleger um politico bom o mesmo sistema faz o dobro com o politico mal.



O nosso sistema de lista proporcional estimula a corrupção. Se um deputado foi acusado por corrupção na legislatura anterior, ele não vai concorrer em áreas próximas ao seu domicílio eleitoral, onde ele é conhecido. Ele vai procurar áreas afastadas do Estado, em busca do voto desinformado e como ele terá muito dinheiro para a campanha, provavelmente se elegerá. Os sistemas de listas diminuem muito o escrutínio (exame minucioso) da população sobre os candidatos.
Voto distrital é a solução para diminuir as perdas com corrupção e aumentar a cobrança da população em relação a assuntos importantes como saúde, educação, transporte e infraestrutura.

RE: VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
02/08/13 05:08 em resposta a Luis Eduardo Rego Freitas.
Primeiro ele so pode se candidatar com residencia no distrito , e mesmo se ele mudar o seu endereço , o candidato local pode debater o safado tanto no primeiro turno , e melhor ainda no primeiro turno , pois com 30 candidatos pode se ter debate , real ideias , nao tem aquele negocio do candidato se eleger pq tem cara de bonzinho ou coiza do tipo .
O voto em lista o sujeito mal carater vai estar la na lista , embutido , ele nao tem que falar nada é só esperar o partido usar a forca do partido para eleger , vai ser mole mole para os figoroes da politica.
Preste atencao no que vc defende.

E pra mim o melhor argumento do voto distrital é o medo que os politicos tem dele! se nao querem é pq é bom pra democracia , afinal só 7% dos eleitos estariam no congress hoje com o voto distrital , os outros foram com votos emprestados . e isso é democracia ?

se a massa soubesse realmente como é o voto dela , teria pedido o voto distrital faz tempo.

RE: VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
02/08/13 11:28 em resposta a Diego Rodrigues.
Diego Rodrigues:
Primeiro ele so pode se candidatar com residencia no distrito , e mesmo se ele mudar o seu endereço , o candidato local pode debater o safado tanto no primeiro turno , e melhor ainda no primeiro turno , pois com 30 candidatos pode se ter debate , real ideias , nao tem aquele negocio do candidato se eleger pq tem cara de bonzinho ou coiza do tipo .
O voto em lista o sujeito mal carater vai estar la na lista , embutido , ele nao tem que falar nada é só esperar o partido usar a forca do partido para eleger , vai ser mole mole para os figoroes da politica.
Preste atencao no que vc defende.

E pra mim o melhor argumento do voto distrital é o medo que os politicos tem dele! se nao querem é pq é bom pra democracia , afinal só 7% dos eleitos estariam no congress hoje com o voto distrital , os outros foram com votos emprestados . e isso é democracia ?

se a massa soubesse realmente como é o voto dela , teria pedido o voto distrital faz tempo.


Diego Rodrigues,

Muito bem dito!!

RE: VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
03/08/13 04:46 em resposta a Tiago Veras.
Estranho seu comentário pelo próprio fato do Pedro Taques e Cristovam Buarque serem a favor do distrital.

RE: VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
06/08/13 21:47 em resposta a Jaime Dias.
Pessoal,
O sistema de voto proporcional realmente não traduz representatividade da maioria do povo e deveria ser extinto, porém, ainda não formei minha opinião sobre o voto distrital. Já li algumas coisas aqui no fórum e pela internet sobre e vantagens como redução de gastos em campanhas, voto contra e a possibilidade de contato permanente entre eleitor e eleito são muito boas, mas li sobre desvantagens também. Num debate temos que ver a posição dos dois lados(contrários e favoráveis) .
Vejam esses exemplos:
1)No Reino Unido, é recorrente um partido obter mais da metade dos assentos parlamentares tendo obtido menos da metade dos votos nacionalmente, o que dá ao partido uma dominância e um poder de decisão que não têm amparo na opinião popular. Por exemplo, nas eleições britânicas de outubro de 1974, o partido X ganhou uma maioria parlamentar absoluta de 319 cadeiras dum total de 635 com apenas 39,3% dos votos, enquanto os do partido Y conseguiram apenas 13 cadeiras do parlamento com 18,6% dos votos - quase metade do voto dos X.
2)Nos Estados Unidos em 2010 o partido X teve 51.38%% dos votos e ganhou 55.6% das cadeiras, o partido Y teve 44.77% dos votos e ganhou 44.4% das cadeiras.
Se acontecessem no Brasil,
No primeiro exemplo:
Se o Governo for do partido X todas as propostas(boas e ruins) do Executivo serão aprovadas no Congresso.
Se o Governo for do partido Y todas as propostas(boas e ruins) do Executivo serão reprovadas no Congresso.
Todas as propostas propostas(boas e ruins) apresentadas por membros do partido X serão aprovadas e do partido Y reprovadas.
No segundo exemplo:
Teremos apenas duas ideologias com representatividade no Congresso.

O que acham? Vocês que estão com uma opinião mais formada.
PS: Acho importante haver pluralidade de opiniões e oposição dentro de uma Democracia. E nos dois casos,principalmente no primeiro, não vejo isso.

RE: VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
07/08/13 00:00 em resposta a André Ramos.
Olá, André Ramos.

Por isto defendemos o voto distrital em dois turnos... assim reduziria a diferença entre voto e representação...

Mas não deves esquecer que hoje muitas pessoas não se sentem representados pelas nossas casas legislativas devido ao sistema de voto em candidatos sem expressão... muitas pessoas votam no "João" e eles não são eleitos... e os votos vão para o partido eleger outro... e nesta falsa conta diz que 100% da população esta representada... mas não é o que vemos nas ruas...

Com quem tu tem uma visão de representação melhor... o deputado federal do mesmo partido que você votou e não elegeu o seu candidato? Ou o prefeito da sua cidade, mesmo tu tendo votado contra ele na eleição?

Já sobre a relação governo x legislativo... não é o sistema de votação que vai resolver isto... só a separação dos poderes...

O caso de um partido dominar o legislativo já acontece hoje... o ultimo a não comprar o congresso com cargos, emendas e outras vantagens foi o Collor... e deu no que deu... não que ele não devia sair... mas já aconteceu tanta coisa pior em todos os governos depois dele e nenhum caiu...

RE: VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
07/08/13 00:26 em resposta a André Ramos.
Pelo que eu entendi do seu exemplo o assunto é a tal da governabilidade.

primeiro que os exemplos que vc deu entre numero de cadeiras conseguido e numero total de votos , é bem proximo , não ha uma discrepancia muito grande.

e outra que o sistema brasileiro com fundo partidario e tv gratuita para os partidos , nunca vamos ter bipartidarismo, no minimo 8 partidos reais, logo a tal de governabilidade continua com o mesmo sistema , que já é assunto para outra discucao , de acabar com o toma lá da ca.

ë isso voto distrital da ao legislativo realmente a representatividade que as casas precisam a do povo , cada voto vale independente do partido que vc esta. assim se o povo achar que x partido é melhor para o legislativo e y para executivo , eles tem que trabalhar e encontrar um jeito de conseguir trabalharem juntos , isso é politica.

E ter oposicao nunca é mal para o povo , desde que nao seja oposicao por oposicao.

RE: VOTO DISTRITAL PURO E MAJORITÁRIO
Resposta
16/08/13 05:35 em resposta a Diego Rodrigues.
Diego Rodrigues:
Na minha opinião o voto distrital nao vira bairrismo , oque fã é a chance dos deputados terem uma melhor chance de defender assuntos de sua região.
Por exemplo um deputado de sao Paulo nao tem como defender eficazmente um assunto sobre a proteção das florestas , pois ele nao tem vivência de morar na floresta , assim o eleito de um distrito no acre naturalmente teria mais voz e argumento , podendo ganhar apoio dos que apoiarem . O mesmo acontece com uma região agricula , outra metropolitana e aí vai , o debate é macro mas respeitando diretamente a quem a lei vai beneficiar ou atrapalhar.


Diego, não se trata apenas de SP, ou defender de forma eficaz qualquer debate, no quesito legislativo distrital puro e organizado, claro e com regras estabelecidas, trata-se da pratica, o legislativo no sistema atualmente composto opera com ociosidade e completo descolamento da experiência cotidiana de qualquer local do país por promover um sistema aristocrata e perpetuista pelo pratica fisiologista, um deputado eleito hoje, já entra sabendo que não pode fazer nada e que necessita de conchavos do troca-troca para male male aprovarem uma proposta, tem alguns ai há mais de 8 mandatos que nunca conseguiram aprovar a autoria de nenhum projeto, logo dizer que as leis ou o pensamento coletivo será abandonado é mera hipocrisia.

Vale lembrar que é uma primeira etapa de mudança, temos justamente de debater sobre o que é um distrito, espaço minimo e máximo, qual a quantidade ideal de população e ocupação de solo, as logisticas que ligarão um distrito a outro, as políticas públicas básicas que deverão existir e hoje não existem.

O sistema atualmente vigente em nosso país cria distorções entre as regiões e de forma falaciosa o executivo diz dar, mas não dá conta... não sou contra o povo do norte migrando para o sul por opção, sou contra eles terem de vir para cá por obrigação, por seca, por falta de emprego, por falta de educação e saúde, bem como ocorre do ponto de vista micro, dentro dos estados, isso é desumano, é desumano acreditar que o problema em uma cidade como SP é o transporte público, onde ônibus e pessoas cruzam a cidade em busca de coisas que deveriam existir em seus distritos porque elas pagam impostos para esses recursos existirem.

Mostrando 1 - 20 de 22 resultados.
de 2