Exportação de Dados do Fórum

Fórum

Fim dos Partidos Políticos - base de ideologias

Compartilhe este tópico:
Tópicos [ Anterior | Próximo ]
Vou listar alguns pontos gerais para que seja melhor entendido o que proponho ao final do texto.

1 - Partidos devem representar um ponto de vista da sociedade
A sociedade possui inúmeras ideologias diferentes. Cada partido deve representar uma. A sociedade brasileira deve ter partidos que representem todos os brasileiros.

2 - Todos cidadão deve se enquadrar em um partido político
É obrigação de todo brasileiro se enquadrar e seguir a ideologia de um partido.
Todos os candidatos de um partido devem seguir a ideologia deste partido.
Quando o candidato não segue ele é incoerente.

3 - As ideologias dos partidos
Um partido é composto por uma ideologia, tal como: Socialismo, Totalitarismo, Sustentabilidade, ou talvez mais de uma ao mesmo tempo.
Os partidos devem exibir com clareza suas ideologias sem conflitar com ideologias de outros partidos.

4 - A individualidade
Cada cidadão é único. Tem posições próprias e segue ideologias próprias.
Improvável que todos os candidatos de um mesmo partido tenham, de fato, a ideologia do partido.
Isto é natural.

5 - A necessidade de mudança de opinião
Qualquer um pode e deve mudar de opiniões a medida que aprende coisas novas na vida.

O que proponho?

Em resumo eu proponho a extinção dos partidos políticos no Brasil.

1 - O TRE ou semelhante fica responsável pelo registro de ideologias
Algum órgão registraria as diferentes ideologias do País.
Qualquer um poderia propor uma ideologia nova que deve ter critérios para ser criada.
Ela deve ser simples e sucinta. Mas com explicação e detalhes que a justifiquem.

2 - Cada candidato deve definir suas ideologias
Um candidato para ser elegível deve escolher quais ideologias ele segue.
É um importante exercício uma vez que muitos candidatos não tem ideia do valor desta questao.

3 - Identificação do cidadão com o candidato
Será mais perceptível para o cidadão qual é o candidato que melhor compartilha com o seu modo de ser.
Um sistema poderia prover a lista de ideologias. O cidadão marca quais que lhe interessa.
O sistema exibiria quais candidatos seguem exatamente a ideologia dele e quais são semelhantes.
Assim o candidato poderia votar em alguém que realmente o representa como opinião.

4 - Partidarização
Embora não exista partido político, no modelo que proponho, existirá a partidarização no sentido de ideologias semelhantes.
Diferentes candidatos podem se unir para trocar ideias com base nas ideologias que segue.
O debate terá a ideia em sua essência e não burocracias indiretas que não favorecem o desenvolvimento do país como custo de campanha, tempo de comercial, etc.
Claro que os debates indiretos também vão existir mas a ESSÊNCIA será a ideia defendida.

5 - Recall por não seguir a ideologia
Nesta proposta o candidato eleito que não seguir a ideologia registrada pode ser trocado.
A solicitação pode ser feita por qualquer cidadão com provas e argumentos a um órgão responsável para julgamento.

RE: Fim dos Partidos Políticos - base de ideologias
Resposta
01/08/13 18:16 em resposta a Tiago Ans.
Tiago, sobre as ideologias dos partidos, veja o que acha disto:


http://edemocracia.camara.gov.br/web/reforma-politica/discuta/-/message_boards/message/1622478

RE: Fim dos Partidos Políticos - base de ideologias
Resposta
01/08/13 18:53 em resposta a Cassio Flores.
Oi Cássio. Tudo bem?

Primeiro ponto
Em qualquer discussão pessoas podem tomar partido. Cada indivíduo tem percepções próprias do mundo e consequentemente ideologias.
Então, por exemplo, o Partido da Imprensa não representaria um partido mas uma classe. Desta forma entraria algumas questões como:
* O partido seria favorável a liberdade de imprensa?
* O partido promoveria e adotaria regras que beneficiem a classe?
* Seria composto por patrões e empregados?

É sim importante que existam órgãos de classe que o representem. Mas isto não representaria efetivamente uma ideologia.
A consequência disso seria um Partido que legislaria em causa própria, essencialmente, e não teria uma identidade ideológica, e coisas do tipo.

Agora a Liberdade de Imprensa pode ser uma ideologia aceita por um partido qualquer, inclusive pelo partido da Educação.
Desta maneira se ele fizerem qualquer ação que fira este princípio ele estaria sendo incoerente. E de acordo com minha proposta, o político que fizesse ação contrária a ideologia defendida pode ser destituído via RECALL.

Segundo ponto
Acho que este modelo é muito rígido por ser apenas de um assunto muito definido.
um jornalista poderia participar do Partido da Educação?
Por isto acho relevante que não existam partidos e sim um conjunto de ideologias que cada um pode escolher.

Acho relevante seus pontos porque levantam a questão do ideal dos partidos. Eles tem sim que ser claros, mas não acho que este seja o melhor meio.

RE: Fim dos Partidos Políticos - base de ideologias
Resposta
08/08/13 15:15 em resposta a Tiago Ans.
Achei um pouco forte o vídeo mas acho válido para debate.

RE: Fim dos Partidos Políticos - base de ideologias
Resposta
08/08/13 15:47 em resposta a Tiago Ans.
Acho que os partidos devem ser mais livres....

Pois se um for contra o Racismo... nenhum outro vai poder ser também?

A pluralidade é importante... as vezes podemos ser 90% iguais nas ideias... mas os 10% podem nos deixar em partidos opostos...

RE: Fim dos Partidos Políticos - base de ideologias
Resposta
13/08/13 21:02 em resposta a Tiago Ans.
Tiaqgo Ans,

Sua idéia é o reflexo do que pensa a sociedade de hoje. Pelo menos nossa sociedade. O cidadão menos esclarecido, despolitizado, acredita que as mazelas sociais advem dos partidos políticos que agem em beneficio próprio. Com certeza, neste aspecto, estão cheios de razão. Os exemplos de corrupção, do desvio do dinheiro público e roubalheiras de toda natureza, justificam essa forma de pensar. Entretanto, não foi para isso que surgiram os partidos
O própriono nome já diz: parte, parcela da sociedade, um agrupamento que representa parte da sociedade, suas idéias, sua ideologia, que se organizam para disputar o poder político.
No Brasil, com exceção dos chamados partidos ideológicos de esquerda, os demais viraram um saco de gatos onde predomina o fisiologismo e as negociatas políticas. Alguns, se transformaram em legenfas de aluguel, sem qualquer significado.
Depois deste introito, para não me estender, vamos ao tema que você propõe:
1º - Os partidos são necessários, sem eles não há democracia!;
2º - Todos os partidos são ideilógicos que representam grupos ou corporaçãos ou interesses fundamentalistas: religiões, etc. embora convivam neles os gatos de toda natureza;
3º - Para responder o restante de suas duvidas, proponho o seguinte:
a) Reforma partidária; (criar uma nova legislação partidaria ou eleitoral)
b) Eleição direta para os cargos de direção dos partidos em todos os níveis;
c) Convenções com um número mínimo de filiados estabelecido em Lei;
d) Cláusulas de barreira, estabelecendo um mínimo de representação no Paelamento, pra poderem disputar eleições com sua legenda;
e) Os partidos que não cumprirem as exigências legais, poderão disputar as eleições através de uma federação de partidos.
f) os partidos não deverão ser extintos, assegurando a liberdade de organização partidária;
g) abolir o Fundo Partiidário, hoje em vigor;
h) Estabelecer o financiamento público de campanha e as listas preordenadas;
i) Manter o sistema do voto obrigatório;
j) Repudiar o "curral" eleitoral denominado "voto Distrital"
k) Criar a Constituinte exclusiva para debater esse tema da Reforma Política.


Muita coisa foi esquecida, dada a complexidade do tema. Mas, continuaremos debatendo.

Valdir