Exportação de Dados do Fórum

Fórum

Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão

Compartilhe este tópico:
Tópicos [ Anterior | Próximo ]
Mostrando 1 - 20 de 56 resultados.
de 3

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
09/08/13 18:47 em resposta a Deputado Esperidião Amin.
Texto encaminhado pelo Deputado Esperidião Amin para os integrantes da Bancada federal do Partido Progressista:

AMIN PP Distritão
Conceito e Origens

Para quem não se lembra, o então presidente do Partido Progressista, Senador Francisco Dornelles, e o atual Vice-Presidente da República MICHEL TEMER são “fundadores” da proposta que adota o chamado Distritão como base do sistema eleitoral. Em síntese, cada Estado Federado (ou o Distrito Federal) ou cada Município é considerado um Distrito Eleitoral, sendo declarados eleitos os candidatos a Vereador, Deputados Estaduais e Federais mais votados, de acordo com o número de vagas aos seus legislativos respectivos. Ou seja, se no seu município há 11 vagas na Câmara de Vereadores, os 11 mais votados são os eleitos; idem para a Assembleia Legislativa do Estado (ou do DF), bem como para preencher as vagas da Câmara Federal. Sem quaisquer artifícios, fórmulas matemáticas ou cálculos que apenas especialistas sabem fazer. E, diga-se, o Povo nunca consegue entender!

O que Mudou?

Mudou o cenário político e social, após as manifestações de junho-julho/2013. E a principal mudança decorrente do bordão “VOCÊ NÃO ME REPRESENTA!” beneficia e fortalece a tese do Distritão. Quem já não passou pelo constrangimento de ter que explicar que o candidato A, que fez 10.000 votos, é suplente e o candidato B, que fez 5.000 votos, é titular? Este último, muitas vezes eleito graças a um “puxador de votos” emérito?!

O que fazer?

Dar prioridade ao Distritão pode e deve ser objeto de análise pelo PP, de sorte a transformá-lo numa bandeira de LEGITIMIDADE/LEGITIMAÇÃO da Representação Parlamentar. Para que essa bandeira seja efetivamente partidária, a Fundação Milton Campos poderia (e deveria, a meu ver) transformar esse tema no primeiro tópico de uma abordagem, inicialmente com senadores e deputados federais (na primeira semana de agosto/2013). Caso haja expressiva maioria ou consenso a respeito, agendar uma série de sessões de debate interativo, via internet, envolvendo lideranças estaduais (diretórios e comissões provisórias, deputados estaduais, vereadores e outras lideranças, com destaque para o Conselho dos pré-candidatos a Governador de Estado). Esta segunda operação pode ser acompanhada de reuniões regionais presenciais.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
09/08/13 18:58 em resposta a Deputado Esperidião Amin.
Caro deputado,

Quanto ao que o senhor apontou no fim do vídeo... A solução para que não existam distritos despovoados é simples: que cada distrito tenha exatamente o mesmo número de eleitores.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
09/08/13 19:25 em resposta a Deputado Esperidião Amin.
Deputado ainda bem que vivemos numa democracia.

Gostaria de comentar o seu ponto de vista , realmente esta reforma politica vem para tentar dar representatividade ao povo , ora hoje em dia o sistema majoritário me fã a opção de saber de quem eu cobro , é até uma injustiça que fazem com governadores e prefeitos e presidente quando falamos que a culpa é deles , mas é como podemos cobrar , pq eu votando ou nao no sujeito eu sei que ele é o responsável, e quanto a deputados e vereadores quem eu cobro ? A quem recorro , quem é minha ligação com o governo ? Hoje é impossível saber quem me representa ( eu gostando ou nao ) e no distritao vai continuar a mesma coisa , sou eleitor de sao Paulo , qual dos 70 dep vai me representar ? Nao podemos deixar esta chance passar .
O distritao continua deixando as campanhas caras , o sujeito tem que ir ao estado inteiro , vamos continuar tendo 1000 candidatos sem debate , e o povo vai continuar afastado da politica .
O mesmo acontece no modo distrital misto , parte das vagas nao existe debate , nao é assim que vamos fortalecer os partidos.
O voto distrital simples em dois turnos , da representatividade que o povo busca , diminui o valor de campanha , aproxima o eleitor da politica , fortalece o partido quando vai obrigar a existir previas nos partidos, o filiado esta esquecido. A divisão dos distritos tem que ser por numero de população , assim ninguém tem um distrito vazio mas pode ter um distrito grande e outro menor , mas é mais justo.
Por favor defenda o voto distrital em dois turnos , é a chance que temos de mudar o Brasil.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
09/08/13 19:35 em resposta a Deputado Esperidião Amin.
Olá, Dep. Esperidião Amin.

Concordo com você que o eixo principal da Reforma Política é o Sistema Eleitoral.

Concordo que o Distritão tem avanços sobre o sistema atual, pois deixa mais transparente a eleição.

Mas acho que o Distritão tem um defeito grande. É possível 30% dos votos eleger 100% dos legisladores.

Já a sua critica sobre o Sistema Distrital Puro, ele já foi corrigida... pois a proposta não é cada povoado (cidade) ter direito a 1 deputado... isto causaria uma distorção de proporcionalidade gigantesca... pois faria 10 milhões de pessoas (como São Paulo) ter o mesmo número de representantes do que Vespasiano Côrrea - RS (com 1.900 hab)...

O os distritos devem ser dividido conforme a população, com porções semelhantes... como representado no mapa abaixo.
Anexo

Anexos: 500px-NY_Congressional_Districts_110th_Congress.png (150,7k)

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
09/08/13 19:38 em resposta a Deputado Esperidião Amin.
Como pode ver, a divisão pode ser feita até de bairros de uma cidade.

Como São Paulo, ela poderia ter mais de um deputado.... e outras regiões precisarem ter muitas cidades juntas para formar um deputado.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
09/08/13 21:12 em resposta a Deputado Esperidião Amin.
Caro Deputado,

Tens como enviar o link para estudo do que o senhor falou no final do vídeo? Sobre o antigo sistema de distribuição de distritos na Inglaterra?

Obrigado,

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
10/08/13 00:24 em resposta a Deputado Esperidião Amin.
Vossa excelência,

Parabéns pela iniciativa e participar conosco, trazendo suas ideias.
Vejo, como vossa excelência, um avanço no modelo político com o voto distrital e o distritão.
Mas eu também quero participar mais ativamente, e não apenas ser representado.
Continuando o debate do deputado Emílio Teixeira, na última audiência pública, em que se propôs o voto direto do cidadão, e outra proposta, do voto eletrônico, do relator do projeto, sugiro algo misto entre o voto direto e o distrital: a democracia líquida.
Deixo um pequeno vídeo explicativo para um futuro debate, caso seja possível na próxima audiência pública, e já iniciado no fórum do site e-democracia:

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
10/08/13 01:32 em resposta a Deputado Esperidião Amin.
Não estou conseguindo colocar respostas longas, e não entendo o porquê. Para contornar esse problema, coloquei o conteúdo da minha resposta neste link.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
10/08/13 02:59 em resposta a Diego Rodrigues.
Concordo com o Diego e o Rafael, os distritão tem muitos dos aspectos ruins do voto plurinominal e permite que os deputados se elejam com votos desinformados pelo Estado inteiro, além de dificultar a conexão entre o representante e o representado. Mas além de tudo isso, o distritão não permite a adoção de mecanismos de democracia participativa como o recall, que na minha opinião seria fundamental para reestabelecer a credibilidade do congresso como instituição. Nada mais justo, se o eleitor pode colocar o deputado no poder ele deve ter também a faculdade de retirá-lo antes do término do mandato caso ele não corresponda às expectativas.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
10/08/13 05:53 em resposta a Deputado Esperidião Amin.
Prezado Deputado Espiridião Amin,

Observe que o DataSenado realizou uma pesquisa de opinião e chegou a conclusão que os eleitores brasileiros preferem voto distrital e facultativo (reportagem e link para o resultado integral da pesquisa - click aqui). Não seria melhor começar analisando a vontade da população? O "distritão" sistema majoritário plurinominal estadual que não é utilizado em nenhum pais importante do mundo (li que esse sistema só é utilizado no Afeganistão), não deveria iniciar um debate tão importante.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
10/08/13 12:19 em resposta a Deputado Esperidião Amin.
Prezado deputado, prezados participantes,

Em outro tópico opinei que, a meu ver, até o momento, vejo o distrital puro como mais indicado, entendendo "distrital puro" como um sistema sem proporcionalidade, ou seja, apenas por distrito, o que permitiria mais distritos e a representação de regiões o mais pequenas possível.

Vejo que deveria haver um eleito por distrito, mas se isso não for possível, o importante é que para um número de eleitores X se eleja um candidato. Se o distrito tem X número de eleitores, elege um candidato. Se tem 2X número de eleitores, elege 2 e assim sucessivamente.

Vejo pessoas aqui defendendo a definição do distrito pelo número de habitantes. Não acho que isso altera a idéia, mas sou mais simpático a que a divisão seja pelo número de eleitores.

De um modo geral, as pessoas que tenho observado por aqui no E-democracia parecem se coadunarem com o aqui exposto. Se são contrárias a essas colocações importante que elas apontem pois acho que tais colocações são importantes para se decidir o tipo de sistema eleitoral que se pretende adotar.

Observe que o DataSenado realizou uma pesquisa de opinião


O DataSenado informa, como sempre: "Por se tratar de uma amostragem não probabilística, com participação voluntária, os resultados obtidos não podem ser generalizados para a população brasileira."

Essa nota você vê em todas as pesquisas do DataSenado, como na última pesquisa

Incluindo que, essa pesquisa foi feita durante o auê do site #EuVotoDistrital. O vídeo, nos primeiros segundos, fala de problemas reais, mas a solução não é o que eles apresentaram. Já falei isso antes, mas voto distrital é golpe e sou contra.

Na minha resposta anterior, dei o meu apoio ao distritão e propus uma solução para o problema indicado pelo Rafael M.Z. :

Mas acho que o Distritão tem um defeito grande. É possível 30% dos votos eleger 100% dos legisladores.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
10/08/13 16:35 em resposta a Frederico Miranda Brandão Alves.
Estou apenas começando a entender mais sobre nosso próprio sistema, o proporcional.

Mas pelo pouquinho que li, aqui mesmo no E-democracia, o argumento de quem defende tal sistema é que seria possível um partido ter, por exemplo, 10% ou, exagerando bastante, 20% dos votos nacionais e eleger alguns pouquíssimos deputados de um total de mais de 500.

Mas o que vocês que defendem tal argumento esquecem é que nós cidadãos, nós todos, não parecemos muito interessados em votar em partido nenhum. Posso estar enganado, pois há que se considerar que muita gente sem acesso a Internet não participou das manifestações, a perspectiva midiática influindo na formação da opinião popular é um fator... Mas o que ouvimos repetidamente é que as pessoas estão totalmente descrentes nos partidos, o que falso ou verdadeiro, incutido ou não incutido, é o que circula por aí.

Eu, particularmente, acho que há muita verdade nisso. Ninguém ouve falar em convenção partidária. Os partidários não tem poder de voto, ao que sei, nessas convenções. Ninguém ouve um partido convocando as pessoas a participarem dele efetivamente - e não apenas para ser mais um filiado. E participar de um partido é ter voto em suas escolhas, em suas decisões. Ninguém ouve isso, ninguém sente-se estimulando a participar dos partidos, formando na opinião das pessoas, imagino, o senso de que os partidos são fechados em si e não as representam de fato.

Concluindo: se eu votei num candidato do partido X, da minha região, de nada adianta que tal partido tenha tido muitos votos em outras regiões, que tenha elegido candidatos por lá, se o candidato da minha região não foi eleito.

As pessoas, além disso, parecem ter formado consenso que a esquerda e a direita não são opostas como tais designações sugerem e que a verdadeira mudança adviria de candidatos de suas próprias localidades.

Por quê? Porque esses candidatos conhecem sua própria região, que tem realidade diversa das demais. Uma região tem problema no transporte, Outra tem que se preocupar com a agropecuária. Outra tem problema com violência. Outra tem muitos casos de preconceito contra uma determinada fração da sociedade. Todos esses problemas suscitarão soluções que poderão beneficiar não cada região, individualmente, mas todo o país.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
10/08/13 16:50 em resposta a Deputado Esperidião Amin.
Outra coisa a se considerar:

O voto distrital permite que eu saiba em quem eu votei. Sei a quem cobrar, sei a quem observar na conduta pública.

De fato, se o voto for do partido, o que está sendo criticado, não tenho como saber em quem estou votando.

Depois, em casos de corrupção, não tem como eu saber se meu voto foi para aquele candidato corrupto. O voto que eu tô dando, no sistema proporcional, não tem como eu saber se ele não vai para um candidato corrupto

Isso não acontece no distrital puro em dois turnos.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
10/08/13 17:20 em resposta a Deputado Esperidião Amin.
Quanto ao voto distrital ele não pode limitar o surgimento de novos partidos. Dizer que novos partidos serão limitados com o voto distrital... Não podemos admitir isso! Podemos ser a favor do voto distrital... Mas devemos ser a favor da desburocratização do surgimento de novos partidos, não podemos limitá-los!

Vi um vídeo do Daniel Fraga no You Tube... Ele se posiciona contrário ao voto distrital - enquanto eu, por enquanto, não sou contrário. Mas me interessou o que ele opina no final do vídeo. Ele sugere que houvessem mais candidatos por partidos nas eleições majoritárias, o que também poderia ser implementado no voto distrital. A crítica dele é que o voto distrital ofereceria poucos candidatos por partidos ao eleitor.

_
Complementando: ouvindo o Diego, aqui do E-democracia, ele me apontou que o excesso de candidatos seria problemático, impedindo um debate sério. Considero esse argumento sensato. De fato o problema de se ter um único candidato por partido só existe porque as pessoas estão distantes dos partidos, porque estes não se abrem e, mais do que isso, não parecem dar poder de participação às pessoas, inclusive nas convenções partidárias.

Quanto à formação de novos partidos, acredito que não deve haver limitação para tal formação, pois o eleitor quem escolherá qual partido é sério e qual não é. Essa livre formação de partidos, acredito, deve se dar em qualquer sistema eleitoral que escolhamos, proporcional ou distrital.

Voto distrital nao acaba com partido nem restringe , pelo menos nao num pais , o unico por sinal, que tem fundo partidario e tempo de tv gratuito. Nao tente botar isso na conta do voto distrital , isso vai para a discucao de clausula de barreira.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
11/08/13 07:38 em resposta a Frederico Miranda Brandão Alves.
Frederico qual o golpe de deixar a populacao escolher , um candidato mais proximo , onde haja cerca de 30 candidatos por cargo , com real debate , ou continuarmos com 1500 candidatos num estado , para aqueles que tem mais dinheiro pra fazer a campanha no estado inteiro , golpe é isso voto em lista , onde o mal carater vai estar lá em segundo terceiro lugar escondido ou no distritao onde as oligarquias partidaris vao continuar mandando. PENSA .

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
11/08/13 11:48 em resposta a Diego Rodrigues.
Diego, leia direito meu comentário, estou a favor do voto distrital, até o momento.

Como você mesmo disse, número de partidos é outra coisa. E é sobre essa outra coisa que eu estou falando. Peço o fim da desburocratização para surgimento de novos partidos, que tal surgimento seja ilimitado, é isso que estou defendendo.

VOCÊ PODERIA FALAR SOBRE ESSE ASSUNTO, CLÁUSULA DE BARREIRA? Sinceramente tenho pouco conhecimento do assunto e você parece pessoa esclarecida.

Mostrando 1 - 20 de 56 resultados.
de 3