Exportação de Dados do Fórum

Fórum

Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão

Compartilhe este tópico:
Tópicos [ Anterior | Próximo ]
Mostrando 21 - 40 de 56 resultados.
de 3
RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
22/09/13 19:01 em resposta a Deputado Esperidião Amin.
Excelentíssimo Senhor Deputado Esperidião Amin. Eu suponho que o Voto Distrital puro é opção melhor porque possibilita aproximação maior entre eleitor(a) e eleito(a) e isso resulta em ações políticas mais efetivas, com maior compromisso e responsabilidades entre ambos, ou seja, do voto na urna às ações legislativas nas câmaras e assembleias - neste caso, também suponho que financiamento privado de campanhas é problema ... -. Ademais, estamos na era das tecnologias de informação e comunicação e temos uma visão mais ampla sobre poderes de Estado e sobre a "coisa pública", o que nos possibilita formatar um Distrito Eleitoral/Populacional com mais eficiência afastando possibilidades de transforma-lo semelhantemente a um "Distrito podre" da Inglaterra do século XVII.
Na minha opinião a admissão do "Distritão" para o nosso sistema eleitoral significa deixar a política brasileira praticamente sem alterações relevantes, embora um candidato famoso transformado em acumulador de votos não possa eleger outro candidato com número de votos irrisórios indiretamente por esse sistema citado.
Senhor Deputado, não será o Voto Distrital puro um dos trajetos mais sólidos para resolvermos problemas relativos à Segurança Pública e Saúde Pública ( Direitos Sociais garantidos na nossa Constituição Federal de 1988, artigo 6º) entre outros que afligem populações especialmente as localizadas nas periferias das grandes metrópoles e diversas outras zonas urbanas deste nosso Brasil? Acredito que para começar a mudar a política brasileira de forma efetiva com consequências positivas na gestão das cidades - bom ressaltar que grandes metrópoles brasileiras estão em processo de caotização em todos os sentidos - e áreas rurais é admiti-lo como nosso sistema eleitoral o mais rápido possível. Desta forma estaremos valorizando e respeitando sobremaneira o voto e o eleitor.

Eu sei que você defende o distrital , a única coisa é que nao queria tratar deste assunto aqui , pois eles nao sao diretamente ligados.
Nao sou especialista , mas tenho uma visão simples da criação de partidos , infelizmente partido hoje se tornou negocio, uma pelo fato de existir um fundo partidário que até onde eu sei o Brasil é o único a ter . Logo muitos querem parte deste fundo , o que da a criação dos partidos de aluguel , muitos confundem estes com partidos nanicos. Os de aluguel estão sempre coligados com alguem maior . Enfim a clausula de barreira foi criada para inibir os partidos nanicos e nao somente os de aluguel , pois se o partido nao tem 5% de deputados federais ele perde boa parte do fundo e de seu tempo de TV, isso pra mim é inconstitucional pois nao podemos calar a voz de nenhuma ideal , principalmente quando se tem dinheiro do povo envolvido . O problema é que o metode de medição é um ciclo vicioso de poder , como eu posso dar mais tempo e dinheiro para x partido baseado no resultado de uma eleição a 4 anos atras , que so teve um bom resultado pq tinha mais tempo e dinheiro, este é um sistema que prejudica partidos de opinião seria.
Temos que ter um mecanismo para inibir somente os partidos de aluguel e favorecer o fortalecimento de partidos sérios. Como ?
Proibindo coligações, se quiser apoiar o candidato x , o seu partido pode mas usando o tempo diferente de TV , nao podendo fazer aqueles programas enormes pq tem maior coligação , tem que ser mostrado claramente quem sao os partidos de aluguel.
Quanto ao dinheiro ele tem que ser distribuído proporcionalmente pelo numero de filiados , assim partidos pequenos com poucos filiados mas sen nenhuma ideologia nao vão receber mais se caso dêem a sorte de eleger um ou dois deputados lançados ao estilo tiririca. Ou seja a população decide pra onde este dinheiro vai se filiando, isso incentivaria uma abertura maior dos partidos aos filiados, ja que ele sim passa a ser o cliente , e nao mais o deputado eleito.a discucao sobre fidelidade partidaria ficaria somente no nível ideológico.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
11/08/13 17:33 em resposta a Diego Rodrigues.
Te agradeço de verdade pelas explicações,

Te entendo que queira focar nesse tema do voto distrital que você defende e eu tenho apoiado, pois, de fato, afeta a todo o sistema eleitoral.

Quanto aos partidos você muito me esclareceu. Eu achava que essa "cláusula de barreira" era para a formação do partido e, pela sua explicação, vejo que não é. Que bom! Quanto ao tempo de televisão e o fundo partidário sabemos que os partidos valorizam muito a eles, mas acho que o mais importante é que não se limite a formação de novos partidos e, ainda bem, isso não ocorre, pelo que você nos conta. Eu vejo que era realmente ignorante nesse assunto, mas agora não tão mais, graças a você. Obrigado de verdade.

Frederico qual o golpe


O golpe é o seguinte: Eu acredito, ao contrário do que muitos dizem, que o povo brasileiro sabe votar, mas o sistema eleitoral, com o quociente eleitoral, sabota o sistema. E quem acredita no contrário (o povo brasileiro não sabe votar), já prevê que o voto distrital vai criar os cercadinhos dos currais eleitorais que serão disputados pelos partidos. Os candidatos safados vão procurar os distritos com maior concentração de alienados e bobos e colocar sua propaganda lá.

Propaganda pela TV para o Estado todo joga uma rede grande, mas não significa que pesca muito. Para mim, o Romário ou Tiririca terem sido eleitos não foi um problema. Problema são os brindes malditos que vem junto com eles.

O TSE não tem tradição alguma com formação de distritos. O quê garante que não acontecerá, intencionalmente ou por descuido, distritos dividos de tal forma que favoreçam este ou aquele partido? Num exemplo, imagine que a fronteira entre os distritos passe atrás da minha casa: Agora, meu bairro, antes unido, ficou mais fraco.

Os partidos novos e menores cujos membros estão espalhados pelo Brasil (como o LIBER), vão ser despedaçados e enfraquecidos ainda mais. Novos partidos, que nascem espontaneamente, são saudáveis para a democracia, mas o voto distrital traz um solo seco e arenoso para os movimentos grassroots.

no distritao onde as oligarquias partidaris vao continuar mandando.


Poderia elaborar? Ah, sou a favor do voto alternativo também.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
11/08/13 22:04 em resposta a Frederico Miranda Brandão Alves.
Vamos começar do fim , hoje quem ganha eleição sao sempre os maiores e mais poderosos dos partidos , aqueles que estão na politica a muito tempo ou que tem muito mais dinheiro , estes se aproveitam dos candidatos pequenos que geralmente estão mais perto da população so servem para aumentar as chances de políticos grandes a se elegerem , ou pq será que num estado que so tem 8 vagas cada partido lança 200 candidatos ? No sistema distritao vc so tira o fator do coeficiente , mas os grandes vão continuar liderando , e aquele candidato pequeno ? Quando ele vai ganhar ? Nunca pq ele nao tem dinheiro suficiente nem espaço para fazer uma campanha no estado inteiro .
A chance para partidos pequenos como o que vc citou esta no voto distrital , pois pode haver debate entre 30 a 35 candidatos , é mais facil de debater e comparar idéias , nos outros sistemas estes partidos ficam sendo apenas mais um .
E quando ao tse delimitar os distritos eu defendo que ele tem que use métodos claros e lógicos . Primeiro se agrupa cidades por população ,depois por idh e por ultimo pela características sociais e econômica. É simples uma tabela de excel faz isso.
E o candidato que for para uma região , so para tentar se aproveitar o candidato local pode sim contestar.
E hoje ja vivemos em currais eleitorais , so trocaram de nome , hoje se chama as bases que deputados adoram visitar no final de semana.

De nada, nao entendo tudo, mas concordo com vc , impedir partidos de serem criados é inconstitucional tenho que ter minha liberdade , e partido na verdade é mais do que o q temos hoje é agremiação de pessoas com a mesma idéia . Porisso defendo as candidaturas avulsas.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
12/08/13 13:57 em resposta a Diego Rodrigues.
Com o voto distrital e a eleição independente... qualquer um pode criar o seu partido independente de lei... pois não haverá nada que impeça de pessoas se organizarem em trono de um ideal e lançar candidatos que defendam este ponto de vista.... daí cabe aos eleitores a escolha de quais partidos sobrevivem e quais são extintos.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
17/08/13 02:11 em resposta a Deputado Esperidião Amin.
Deputado Esperidião Amin, obrigado por ouvir e entender o movimento euvotodistrital, eu e outros muitos debatedores desse fórum somos apaixonados por essa causa.



RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
17/08/13 15:53 em resposta a Deputado Esperidião Amin.
Gostaria de desafiar aqui qualquer deputado a tocar no assunto: "Benefícios Parlamentares". Considerando que nossos políticos são os mais caros do MUNDO, é fundamental uma revisão nos salários, auxílio-moradia, auxílio-paleto, verbas de gabinete, enfim, uma adequação desses benefícios a realidade do nosso país. Até hoje, não vi sequer UM deputado que tivesse coragem suficiente para isso.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
17/08/13 21:53 em resposta a Luis Eduardo Rego Freitas.
Comecei a ver o vídeo na integra , o primeiro comentário do representante do euvotodistrital , ele defende o voto distrital claro , mas ele faz uma ressalva , que devemos encontrar o nosso modelo , aquele que se encaixa em nossa realidade , mas qual seria esse modelo distrital brasileiro? O dep Espiridiao Amim , disse uma verdade , quando defendemos que os distritos vão ser divididos por numero habitantes , alguns estados vão ter apenas 1 deputado, e como convencer os deputados destes estados que hoje tem 8 dep , falar que eles terão 1 , acho muuuito difícil isso acontecer . Como resolver , como poder aprovar isso?
Gostaria que nao fosse dividido pelas bordas de estado , mas considerasse o Brasil como um grande estado , levando em consideração população , tipologia de território , IDH e dados semelhantes nao sendo considerado nenhum tipo de divisa administrativa.
Um exemplo é a extrema zona Sul de sao Paulo , ela tem muito mais em comum com cidades vidinhas como embu guacu, embu das artes e outros , do que o qualquer outros bairros da cidade , assim como o pontal do paranapanema tem mais relação com cidades do Mato grosso do que qualquer outra cidade do estado.

Acho que o grande problema é que o Brasil nao tem uma homogeneidade que de certa maneira existe em países pequenos , temos áreas muito grandes desabitadas. Então fazer a divisão dos distritos dentro de cada estado seria muito ruim , assim os deputados federais representariam a população que os elegeu independente se é uma população de 3 estados vizinhos. E isso se repete dentro dos estados para os deputados estaduais. E para vereadores dentro dos municípios.

Isso faria com que os candidatos ficassem menos dependentes de horário politico da TV , ja que nao tem como transmitir para apenas uma região da cidade , incentivando , os debates mais próximos as populações, em praça , colégios , auditórios , teríamos campanhas menos milaborantes.

Além de diferenciar bem o dep federal , do vereador , tirando aquele caráter bairrista que alguns alegam poder haver.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
18/08/13 20:44 em resposta a Deputado Esperidião Amin.
O Brasil tem peculiaridades que carecem de ser discutidas na adoção de um sistema distrital , o modelo francês de dois turnos é oque mais se adequaria para amenizar a falta de representatividade que temos . Lembrando que nao existe um sistema perfeito , mas sim sistemas melhores.
Mas o Brasil tendo uma diversidade tão grande e áreas inabitadas tão grandes é difícil associar isso a um sistema estrangeiro . Associar a isso também um sistema parlamentar viciado em poder é outro ponto a se considerar , quando fala se em diminuir o numero de deputados por estado .
Acredito que um meio termo seria dividir o Brasil em 250 distritos , com o mínimo de 1 distrito por estado , estes distritos seriam divididos por numero de habitantes .e outros dados técnicos pelo TSE .
Cada distrito elege 2 deputados federais - deputados estaduais, vereador- então cada eleitor tem direito a dois votos ,cada partido tem direito a lançar 1 candidato se a soma dos dois candidatos mais votados nao atingir 80% dos votos validos , a eleição vai pra segundo turno com os dois candidatos mais votados.
Desta modalidade ainda teríamos representatividade assim, pois podemos ter duas linhas de pensamento representando minhas idéias .

-Os distritos ficam um pouco maiores , dificultando o bairrismo na maioria dos casos .

Estados com pouca população ainda tem dois deputados , mas diminuindo a discrepância de 8 deputados.

As minorias ainda teriam 2 chances , com distritos maiores .

Combate o bipartidarismo e da chance a novas lideranças locais .

E com dois eleitos o equilíbrio de linhas de pensamento é maior . O eleito ainda será cobrado. Por toda a população que o elegeu , do que votou nele e do que nao o votou .

Ainda possibilita o recall de um dos cargos ou dois . Mas nenhum dos partidos eleitos pode pedir recall pois so pode ter um candidato eleito por distrito , logo o recall teria a caricteristica de que os 40 % de eleitores que votaram no sujeito ja nao o apóiam mais.

Esta é uma idéia para adaptar o modelo distrital a nossa realidade

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
19/08/13 00:23 em resposta a Diego Rodrigues.
Diego,

Acho que o maior problema da sua proposta de 2 dep. federais por distrito... é perder a ligação direta da população com seu representante... vai acontecer como nos senadores... um vai poder empurrar a responsabilidade para o outro... vai perder a questão 1 pessoa, 1 voto, 1 representante que queremos na câmara de deputados.

Estou começando a concordar com você na questão de não limitar os distritos federais aos limites estaduais... isto valorizaria a função do senado e a necessidade de sermos bicamerais... pois a câmara de deputados representará a população do Brasil como um todo e o senado representará as populações dos estados.

Acho que distritos estaduais devem respeitar dois limites... o limite dos seus estados... e o limite do distrito federal.

E o distrito municipal deve respeitar os limites do município e o do distrito estadual.

E para cidades grandes... deveríamos criar sub-vereadores... sem salário... e criar sub-distritos municipais... tornando a linha de contato mais fácil do representante com o representado.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
19/08/13 01:49 em resposta a Rafael Marzall Zanotto.
perfeito , voce colocou muito bem a questao dos distritos.

quanto ao numero de dep por distrito pensei tambem sobre esta cobrança um ponto que voce já tinha colocado em outro post , mas a minha linha de pensamento é essa :

Eu quero saber de quem cobrar, mas cobrar o que ? ora deputados faz lei, eu tenho que cobrar as propostas de lei que ele se comprometer a fazer, supondo que um deputado do meu distrito foi eleito e eu nao votei nele , como eu vou cobrar dele uma posicao que eu defendo e ele nao defende e nunca defendeu , eu posso cobrar etica , presença e tal , mas se ele nunca prometeu defender um assunto que eu quero defender eu fico sem representatividade tambem.

com 2 dep por distrito , mais pessoas vao se sentir realmente representada de uma forma ou de outra .

Concordo com voce que isso acontece com os senadores , mas por que alem de se ter 3 senadores por estado , ninguem sabe exatamente oque um senador faz , o papel de um senador esta muito semelhante ao de deputado hoje. acredito que se tivesse eleicao de apenas 2 senadores intercaladas no caso de mandato de 8 anos ,ou de 2 com mandato de 4 anos , as coisas seriam mais claras. o problema é que nao temos acesso real aos senadores ,
Um exemplo do meu voto , para senador , eu votei na Marta Suplicy e no Aloisio Nunes , a Marta saiu e o Antonio carlos assumiu como suplente , vira e meche mando email para os dois , e para o Eduardo tambem , mas até agora somente o gabinete do Aloisio Nunes me respondeu , ou seja se eu tivesse recall eu iria pedir recall da Marta, pois nao esta fazendo o seu papel, mas no meio tempo nao fico sem representacao , o outro esta sendo um back up. nao preciso esperar 4 anos pra ter as minhas ideias defendidas de alguma forma.

entao acho que 2 deputados por distrito poderia ajudar ao aleitor a ser mais representado.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
19/08/13 02:30 em resposta a Diego Rodrigues.
Espero que vocês estejam observando como a discussão sobre o voto distrital só cresce e se complica.

Todas as novas propostas que aparecerem resolvem o grave problema do voto proporcional: o quociente eleitoral, que faz com que o voto que foi para um vá para outro, puxadores de voto, enfim. Mas não adianta resolver um problema e colocar outro no lugar.

O distritão é simples, não introduz nenhum mecanismo complexo e combinado com o voto alternativo garante que os parlamentares sejam eleitos por uma maioria absoluta.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
19/08/13 04:42 em resposta a Frederico Miranda Brandão Alves.
Sim o distritao é simples , mas por ele pode ser pior do que o voto proporcional.
Com o distritão alem de nao saber quem me representa,
- as campanhas vao continuar caras
- e o pior de tudo quem voce acha que vai ser eleito ? sim somente os donos de partido , os que tiverem mais dinheiro pra se fazer campanha no estado inteiro,
- Nao tem como ter Recall
- voce acha justo um sujeito ser eleito com 5% dos votos do eleitorado ?
- sem contar quantos mil candidatos vamos ter

Ou seja nao vai mudar muita coisa , a unica coisa que mudaria 'e que vc saberia exatamente pra onde o voto vai e olhe lá, por que ainda tem o suplente, que ninguem sabe quem é.

o espaço é de debate , quais sao os defeitos que voce ve no voito distrital

A ultima proposta acima , é apenas uma ideia, gostaria de ouvir opnioes , e mostrar que sim , possiveis criticas podem ser adaptados a nossa realidade.
Mas ainda defendo veemente o voto distrital de dois turnos. na falta de um melhor. este é o sistema que melhor se encaixaria para dar representatividade ao povo.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
19/08/13 14:10 em resposta a Frederico Miranda Brandão Alves.
Frederico,

O sistema Distritão pode gerar uma distorção maior ainda... pois 30% dos votos válidos podem eleger 100% dos representantes de um estado.... ou seja... não tivemos discussão de nada e jogamos 70% dos votos válidos no lixo... já no distrital puro em 2 turnos... no mínimo 50% do votos válidos serão para o candidato eleito... e com o segundo turno... mesmo com 49% dos votos para o outro candidato, houve discussão e o eleito irá representar 100% dos habitantes do distrito... simples como a eleição de um prefeito.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
19/08/13 14:18 em resposta a Diego Rodrigues.
Diego,

O legislador teria um vice eleito, que no caso de vacância, assumiria o cargo até ser feito nova eleição... e como os distritos seriam menores... se forem 513 distritos... poder-se-ia a qualquer momento fazer nova eleição naquele distrito... sem grandes custos...

Estava lendo a tua resposta para o Frederico... e fiquei na dúvida... como seriam os suplentes?... pelo que me lembro... estavam propondo que seria na mesma ordem... o mais votado que não entrou... independente de partido... só imagina... o Clodovil é eleito Dep. Federal... e o 1º mais votado que não entrou é um radical homofóbico... o Clodovil morrer e entra ele... que lógica de representatividade tem isto???

E outra coisa, Frederico, quem estava propondo o Distritão, o Dep. Esperidião Amin, abri voto de apoio ao movimento #EuVotoDistrital e agora apoia o voto distrital puro.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
19/08/13 14:22 em resposta a Diego Rodrigues.
Diego,
Concordo com o Rafael, distrito plurinominal geraria o empurra-empurra de responsabilidades e a população não se sentiria tão assistida quanto se sente no distrital uninominal.
Como você bem disse diversas vezes, precisamos de deputados do Brasil que pensem desde os problemas comuns a todas as pessoas até os que aflingem uma minoria específica. O debate e a cobrança democrática são a única maneira de melhorar a representação e com certeza em distritos uninominais isso flui com maior facilidade.
Lembro que você pretendia por dois deputados por distrito para depois sugerir a diminuição pela metade da Câmara dos Deputados, acho um pouco confusa essa estratégia. Uma coisa é diminuir a quantidade de deputados pela metade outra é a formação de distritos. Eu estou fechado com a proposta do euvotodistrital e não pretendo ficar divergindo muito sobre isso...

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
19/08/13 14:22 em resposta a Rafael Marzall Zanotto.
Acho que quem deve assumir é um vice do mesmo partido , e deve ser claro na campanha quem é o sujeito , assim como é feito com senadores . Então nas previas partidárias o segundo mais votado vira o vice do sujeito.

RE: Dep. Esperidião Amin lança discussão sobre proposta de Distritão
Resposta
19/08/13 14:31 em resposta a Diego Rodrigues.
Vocês falam em 271 deputados... pois nos EUA são uns 555 e tem o dobro de população... mas na França uns 535 e a população 65 milhões.

Mostrando 21 - 40 de 56 resultados.
de 3