Exportação de Dados do Fórum

Fórum

Reeleição

Compartilhe este tópico:
Tópicos [ Anterior | Próximo ]
Reeleição
Resposta
12/08/13 13:09
Concordo com o fim da reeleição nos cargos executivos e limitar em até duas eleições consecutivas nos mandatos legislativos, para acabar com essa figura de político de carreira. O exercício da política devia ser um período curto na vida do cidadão, do profissional liberal, do empresário, do professor, do líder sindical. Depois ele retorna para o exercício de sua profissão. No Brasil temos a figura do "político de nascença". O pai já era político, o filho nunca fez outra coisa na vida, vem galgando cargo a cargo ou apodrece num mandato interminável de vereador ou deputado. Não produz mais nada, só vive pra defender seus interesses e alongar-se no poder. Isso tem que acabar.
Também concordo com eleições separadas: governador, prefeito, deputado estadual e vereador em um ano; presidente, senador e deputado federal em outro, com intervalo mínimo de dois anos entre uma eleição e outra.

RE: Reeleição
Resposta
12/08/13 16:18 em resposta a João Prestes.
Apoio a ideia de de duração do mandato ser 4 anos com direito a recondução de mais 4 anos, depois do candidato ser eleito ou reeleito não poderia disputar novamente o mesmo cargo.

RE: Reeleição
Resposta
12/08/13 19:56 em resposta a João Prestes.
A coisa ruim da reeleição para executivo é que a pessoa usa a maquina publica para se fazer campanha, juntando isso com a falara de interesse da população e obrigatoriedade do voto , quem esta no poder quase sempre ganha, o jogo nao é justo.se candidatos do executivo tivessem que se licenciar do cargo 4 meses antes para disputar a reeleição , talvez poderia ser mais justo.

RE: Reeleição
Resposta
02/09/13 07:25 em resposta a João Prestes.
Proposta: Coincidência das Eleições em 2020, realizadas ao mesmo tempo em nível Federal, Estadual e Municipal, com 5 anos de mandato para todos os cargos do Executivo e do Legislativo; e o estabelecimento da realização regular e periódica de consultas aos eleitores (plebiscitos, referendos e recalls) no mínimo 1 vez no meio dos mandatos. 2014: Eleição para Presidente, Governador, 1/3 do Senado, Deputado Federal e Deputado Estadual, com todos os eleitos em 2014 tendo mandato até 31 de dezembro de 2020; 2016: Eleição para Prefeito e Vereador, com todos os eleitos em 2016 tendo mandato até 31 de dezembro de 2020; 2018: Eleição para 2/3 do Senado, com todos os eleitos em 2018 tendo mandato até 31 de dezembro de 2025; 2020: Eleição para Presidente, Governador, Prefeito, 1/3 do Senado, Deputado Federal, Deputado Estadual e Vereador, com todos os eleitos em 2020 tendo mandato até 31 de dezembro de 2025; 2025: Eleição para Presidente, Governador, Prefeito, todos os 3 Senadores de cada Estado, Deputado Federal, Deputado Estadual e Vereador, com todos os eleitos em 2025 tendo mandato até 31 de dezembro de 2030. E realizar periodicamente consultas aos eleitores (plebiscitos, referendos e recalls), regularmente sempre no meio dos mandatos de cinco anos (dois anos e meio depois das eleições) e, excepcionalmente, também poder realizar essas consultas aos eleitores em outras ocasiões: junto com as eleições ou, no caso de questões regionais ou locais, também em outros momentos.

RE: Reeleição
Resposta
19/08/13 06:27 em resposta a Coincidência das Eleições em 2020.
Caso haja uma hipotética coincidência das eleições municipais com as eleições estaduais e federais, 2020 é o ano mais indicado para se coincidirem as eleições porque, ao se propor um mandato excepcional de 2 anos para se coincidirem as eleições, tem-se que o primeiro ano dos mandatos é sempre regido pelo orçamento que foi elaborado pelo mandato anterior; e no último ano dos mandatos se tem as necessárias limitações da administração pública determinadas pela lei eleitoral para que se evitem os usos eleitoreiros dos recursos públicos e das ações governamentais; então, no caso de mandatos de 2 anos, as novas gestões não teriam como trabalhar plenamente para implementar as políticas públicas necessárias para atender às demandas dos cidadãos. Sendo, então, um mandato excepcional de 6 anos uma opção melhor para se coincidirem as eleições, é mais indicado que esse mandato de 6 anos seja em nível estadual e federal, pois, se uma administração municipal é complexa, uma administração estadual e a administração federal são mais complexas ainda e muitas políticas públicas demandam muito tempo para serem implementadas. Por isso se propõe que, excepcionalmente, os mandatos dos eleitos nas eleições estaduais e federais de 2014 sejam de 6 anos, para que o fim desses mandatos estaduais e federais coincidam com o fim dos mandatos municipais de 4 anos dos eleitos nas eleições municipais de 2016 e, dessa forma, em 2020, se coincidirão as eleições em nível municipal, estadual e federal. Ao se coincidirem as eleições, todos os cargos do executivo e do legislativo, seja em nível municipal, estadual ou federal, poderão passar a ter o mesmo tempo de mandato: 5 anos.