Exportação de Dados do Fórum

Fórum

Por que professores devem lutar no Rio - trabalho: direito fundamental

Compartilhe este tópico:
Tópicos [ Anterior | Próximo ]
Uma possível indicação do que seria uma moral das coisas ou concreta. Lembro de uma música famosa de uma banda de rock americana. Não sei a letra e mal lembro da melodia. Tal música critica uma sociedade em que as pessoas perdem a vida tentando ganhá-la.

A exemplo de Cristo, a banda de rock parece enunciar: aquele que quiser ganhar sua vida, perde-la-á. Ou seja, a música, contagiante, não inova e se aproveita de nosso masoquismo e de nosso idealismo.

Acho que a maioria das pessoas reconhecem sabedoria nesse tipo de pensamento. O que eu critico ou, nem isso, faço uma ressalva, é esse aspecto nosso, humano, de ficar lamentando, lamuriando, exaltando uma mudança que vemos como necessária e, na hora H, aceitamos outra, desacreditamos de nossos desejos – mas continuamos cantando a velha música de sempre...

Agora mesmo, no Rio, a prefeitura se esforça para implementar uma jornada de 40 horas aos professores, sendo que (graças a Deus) apenas 7% deles possuem tal carga horária. Não bastasse isso, a prefeitura pretende “valorizar o professor”, com tais 40 horas, ou seja, quem não possui tal carga horária, ao que entendi, receberia menos por hora/aula. Evidente que haverá a necessidade de menos professores, já que com todos trabalhando 40 horas, a demanda por novos reduz-se, evidente.

Muitos professores reclamam, ao que entendi, dessa coação e, se for isso mesmo, eu apoio. Pois se não optarem pelas 40 horas, receberão menos por hora aula do que os que estão nas tais 40.

Acho que os professores devem lutar, lutar e lutar. Se há uma coisa nessa vida a quem somos coagidos, tanto pela natureza quanto pela sociedade, é o trabalho, para nosso bem e para nosso mal. Pela sociedade, porque os empregadores possuem muito mais poder sobre o trabalhador, que tem que aceitar o emprego, que já falta a muita gente, e nem todos são aprazíveis.